Rio de Janeiro mantém a segunda posição no ranking nacional de geração de empregos nos últimos 12 meses

O Rio de Janeiro se mantém em segundo lugar no ranking nacional de empregos nos últimos 12 meses, com um saldo de 186.598 vagas criadas no período. O Estado também apresentou excelente resultado no mês de março, com a criação de 19.427 postos de trabalho com carteira assinada, consolidando sua posição entre os estados que mais geram empregos formais no país. Os dados são do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quinta-feira (27/04) pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

“A geração de empregos é um dos mais importantes indicadores do desenvolvimento econômico. Os resultados do Novo Caged comprovam nosso bom desempenho, mas queremos ir além. Temos como prioridade, também, a melhoria da formação e qualificação da mão de obra fluminense para elevar a produtividade de todos os setores de atividade econômica, gerando mais renda para a população e riqueza para o Rio de Janeiro”, declarou o governador Cláudio Castro.

A análise do Novo Caged, realizada pelo Observatório do Trabalho da Secretaria de Trabalho e Renda, identificou que os setores de atividade econômica de Serviços, Construção e Indústria foram os maiores responsáveis pelo crescimento do número de contratações no estado, em março. Entre os municípios que mais criaram empregos, o Rio de Janeiro é o que teve melhor saldo, com 7.106 novos postos de trabalho, seguido por Nova Iguaçu (1.578), Macaé (1.524), Duque de Caxias (1.043) e Campos dos Goytacazes, que gerou 784 oportunidades.

As mulheres ocuparam 45% das vagas, enquanto os homens ficaram com 55% do total de empregos criados. Por idade, o maior saldo de vagas ficou entre as pessoas de 18 a 24 anos e, por escolaridade, a maioria dos postos de trabalho foi ocupada por quem tinha ensino médio completo.

“Temos concentrado ações para incentivar a qualificação profissional e aumentar a oferta de vagas, por meio de parcerias com a iniciativa privada, e os dados divulgados pelo Novo Caged refletem os resultados desse trabalho contínuo”, destacou a secretária estadual de Trabalho e Renda, Kelly Mattos.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *