Rio de Janeiro lança Plano Estratégico de Turismo do estado

O programa foi apresentado à Comissão de Turismo da Alerj pelo secretário Gustavo Tutuca


Um dos setores que mais foram afetados pela pandemia do novo coronavírus foi o turismo, uma das atividades que mais fomentam a economia do estado do Rio. Para recuperar os prejuízos causados nesse período, a Secretaria de Turismo do Estado do Rio (Setur) criou o Plano Estratégico de Turismo do estado, que aponta propostas para o desenvolvimento do setor.
O projeto foi apresentado nesta terça-feira, dia 13, em audiência pública da Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj), da qual o deputado Noel de Carvalho faz parte, pelo secretário de Turismo Gustavo Tutuca.  O presidente da Companhia de Turismo do Estado (TurisRio), Sérgio de Almeida, participou da audiência.


O Passaporte do Cicloturismo e o Turismo Ferroviário, que tem sido objeto de avaliação para possível inclusão nas propostas de trabalho do deputado Noel de Carvalho, fazem parte do plano e são demandas que foram tratadas pelo parlamentar há um mês com o Conselho Regional de Turismo das Agulhas Negras, no Sul do estado.


— Houve uma total convergência do plano apresentado com as demandas que há um mês ouvi de um dos Conselhos Regionais de Turismo do estado. Vamos trabalhar muito para tornar realidade este plano que inclui o Passaporte do Cicloturismo e o Turismo RJ + 10 anos que vai colocar o estado em condições de competitividade neste setor no mundo pelos próximos 10 anos. Fiquei muito interessado também em conhecer mais detalhadamente os projetos para o período pós-pandemia e como os fóruns de turismo serão integrados nesse processo, observou o deputado Noel.

Rio é a principal porta de entrada de estrangeiros no Brasil


O secretário Gustavo Tutuca iniciou a apresentação com dados que mostram a relevância do Rio de Janeiro no turismo nacional. O estado foi responsável pela chegada de 27,5% dos turistas estrangeiros ao país, em 2019.


Dentre as ações feitas durante a pandemia, Tutuca citou o portal “Rio de Janeiro – Turismo consciente”, que certifica estabelecimentos preparados para receber visitantes, respeitando as orientações da Secretaria de Estado de Saúde. Já foram certificados 2.791 lugares. O secretário também apresentou projetos para o período pós-pandemia, como um portal único para desburocratizar a produção de eventos, permitindo a solicitação de alvarás centralizada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: