Renan Calheiros afirma que Barroso foi vítima de ‘surto autoritário’ e ‘desespero’ de Bolsonaro

O relator da CPI da covid, Renan Calheiros (MDB-AL), se solidarizou com o ministro Luís Roberto Barroso, chamado de “imbecil” nesta sexta-feira pelo presidente Jair Bolsonaro. Em publicação no twitter, Renan disse: “minha solidariedade aos democratas, em particular ao ministro Luís Roberto Barroso, vítima do surto autoritário e desespero de Bolsonaro. A agressividade cresce conforme a CPI avança na apuração na corrupção das vacinas”.

Pela manhã, na saída do Palácio da Alvorada, Bolsonaro chamou Barroso, que é contrário ao voto impresso, de “imbecil”. “Lamento falar isso de uma autoridade do Supremo Tribunal Federal. Um cara desse tinha que estar em casa”, disse o presidente a um grupo de apoiadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: