Relatório aponta que 190 recebeu mais de 13 mil chamados de perturbação nos três primeiros meses do ano

Mesmo com as restrições sanitárias impostas por conta da pandemia da Covid-19 as perturbações não pararam. É o que aponta um relatório da Polícia Militar, divulgando os números de ocorrências através do serviço 190 relacionadas à perturbação do trabalho ou do sossego, em todo o Estado do Rio. Nos três primeiros meses do ano foram 13.700 chamados, menos da metade do mesmo período do ano passado, que foi de 29.187, quando ainda não tinha sido declarada a crise sanitária no Brasil.

Apesar da suspensão das festas carnavalescas, fevereiro bateu recorde em ligações recebidas pela PM, 4.899, no total. Em março, foram 4.765 e em janeiro 4.036.

De acordo com a PM, mesmo durante a pandemia, as denúncias sobre perturbação do sossego continuam sendo o principal motivo de acionamento de viaturas da PM.

Trote atinge 12% das ligações para o serviço 190

Outro dado que chama atenção é a quantidade de trotes recebidos pelo Serviço 190. Somente no mês de abril a Secretaria de Estado de Polícia Militar recebeu 126.327 ligações através de seu Serviço 190 em todo o estado do Rio de Janeiro. Deste total de chamados, 12% são identificados como trotes, o que dificulta e, de forma explícita, afeta diretamente a atuação da corporação.

A PM atende, por dia, uma média 506 chamados desta natureza.

Além dos trotes recebidos diariamente, o tempo médio de chegada da viatura ao local da ocorrência é um dos pontos de atenção da operação, onde são considerados inúmeros fatores, como área geográfica, trânsito, horário da chamada e número de carros livres no momento dos acionamentos. Sendo o tempo de despacho da viatura um fator importante para que tudo transcorra de forma ágil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: