22 de julho de 2024

TV Prefeito

Portal de notícias dos municípios com videos e entrevistas. Cobertura diária das cidades das regiões: Metropolitana, Serrana, Lagos, Norte, Noroeste, Médio Paraíba e Centro Sul do estado do Rio de Janeiro. O melhor da notícia está aqui.

Quaest: Paes lidera eleição do Rio com 51% das intenções de voto

A primeira pesquisa Quaest sobre a eleição de 2024 do Rio, divulgada nesta terça-feira, mostra ampla vantagem para o atual prefeito, Eduardo Paes (PSD), a menos de quatro meses do pleito. O pré-candidato à reeleição e aliado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem hoje 51% das intenções de voto estimuladas, quando é apresentada uma lista de nomes aos entrevistados

O prefeito é seguido de longe pelos deputados federais Alexandre Ramagem (PL), nome de Jair Bolsonaro (PL), que tem 11%, e Tarcísio Motta (PSOL), que soma outros 8%. Ambos estão empatados na margem de erro, que é de três pontos percentuais para mais ou menos. Tarcísio também fica empatado na margem de erro com o deputado estadual do Rio Rodrigo Amorim (União), que marca 4%.

O pré-candidato do PP, o deputado federal Marcelo Queiroz, tem 2%. Intenções de votos em branco, nulo e eleitores que não pretendem comparecer às urnas somam 20%. Os que se dizem indecisos são 4%.

A Quaest entrevistou presencialmente 1.145 eleitores cariocas entre quinta-feira e domingo. O levantamento foi encomendado pela Rádio Tupi, do Rio de Janeiro.

Apesar do baixo percentual de indecisos no cenário estimulado, o número é alto na pesquisa espontânea, quando o entrevistado faz sua escolha sem ter o “cardápio” à disposição. Neste cenário, 81% se dizem indecisos para a eleição do Rio, enquanto Paes desponta com 12%. Ramagem tem 3%, e os demais pré-candidatos têm juntos 2%.

Evangélicos são desafio
Nos recortes por segmentos da população, considerando a margem de erro, o único em que o prefeito vê diferentes faixas se descolarem é a religião. Apesar de liderar com folga em todos os segmentos religiosos, a diferença é menor entre evangélicos, setor no qual tem 43% das intenções de voto, ante 14% de Ramagem. Outros 28% dos eleitores do grupo, hoje, anulariam o voto ou não iriam às urnas.

Entre católicos, por outro lado, a vantagem é superior à média geral: Paes tem 58%, contra 13% de Ramagem, 7% de Tarcísio, 3% de Amorim e 2% de Queiroz.

De olho no eleitorado evangélico, o prefeito tem angariado o apoio de lideranças de diferentes vertentes da religião. Fez acordos com parcelas da Assembleia de Deus e da Igreja Universal do Reino de Deus, por exemplo.

A Quaest também testou um cenário de segundo turno entre Paes e Ramagem. O prefeito vai a 57%, enquanto o deputado federal fica com menos da metade: 27%. Brancos, nulos e pessoas que não pretendem votar somam 14%, e indecisos, 2%.

A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral com o número de protocolo RJ-04459/2024. O nível de confiança é de 95%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *