Quadrilhas especializadas em furto de aparelhos se infiltram em blocos de rua

Bloco lotado no RioTrês furtos em três dias. É impressionante, mas foi o que aconteceu com uma carioca de 23 anos, que teve três aparelhos celulares furtados em eventos pelo Rio no último fim de semana, confirmando a tendência de aumento nas ocorrências durante o carnaval. O caso foi revelado pelo colunista Ancelmo Gois. No período em que quadrilhas especializadas em furto visitam a cidade com a intenção de se infiltrar em blocos, foliões precisam ter atenção redobrada para não virar estatística.

O furto de celulares é um negócio tão lucrativo que atrai criminosos de outros estados para o Rio de Janeiro no carnaval. No último dia 8, cinco pessoas foram presas na Lagoa e encaminhadas à 14ª DP (Leblon). Com eles, os policiais apreenderam 15 aparelhos de celular. Em depoimento, um dos detidos confirmou que todo o material havia sido furtado em apenas um local, o GB Bloco, em Laranjeiras.

De acordo com o depoimento prestado por um dos suspeitos, eles e outras quatro pessoas haviam se infiltrado no bloco especificamente para efetuar furtos. Moradores de São Paulo, eles chegaram ao Rio no próprio sábado e pretendiam ficar na cidade até o fim do carnaval. Alguns se hospedaram num hotel na Zona Sul, e outros numa comunidade no Rio Comprido, que é ocupada por uma facção criminosa com a qual os suspeitos teriam ligação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito