fbpx

Proposta do governo para reforma da Previdência será apresentada neste mês, diz Bolsonaro

Bolsonaro participou da cerimônia de transmissão de cargo do novo comandante da FAB — Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira (4) que a proposta do governo para a reforma da Previdência será apresentada neste mês. Ele afirmou ainda que vai aproveitar partes da proposta enviada ao Congresso pelo ex-presidente Michel Temer, que já tramita na Câmara.

Bolsonaro foi questionado sobre a reforma por jornalistas após participar de uma cerimônia de troca do comando da Aeronáutica, em Brasília.

“A proposta sai este mês. Vamos aproveitar que está na Câmara. A ultima proposta minha é aproveitar”, disse o presidente.

Bolsonaro explicou que a proposta do governo vai aproveitar o que estabelece a reforma já em tramitação no Congresso e aplicar a idade mínima para homens de 62 anos em 2022.

“Ela [reforma] estava com um espaço temporal que termina em 2030. Então tudo aquilo que é para entrar em vigor até o final de 2022, essa é a última ideia que eu quero ver se a gente consegue colocar em prática e compor com o parlamento, já que a proposta está lá. Seria como está na proposta agora, com 62 para homens no final de 2022”, afirmou o presidente.

Questionado sobre a idade mínima para mulheres, ele respondeu que, em comparação às regras atuais, subirira de 55 anos para 57.

Em entrevista ao SBT, divulgada nesta quinta-feira (3), Bolsonaro afirmou que a “ideia inicial” do governo para aprovar uma reforma da Previdência é estabelecer de forma gradativa idade mínima para aposentadoria de 62 anos para homens e 57 para mulheres.

Ele explicou que a idade mínima aumentaria gradativamente.

“Todos vão ter que contribuir um pouco para ela [reforma] ser aprovada. O que pretendemos é, ao você botar no plano a reforma, passar um corte até 2022, essa é a ideia inicial. Aí seria aumentar para 62 anos homens, e 57, mulheres, não de uma vez só, um ano a partir da promulgação e um ano a partir de de 2022”, afirmou o presidente.

Aos jornalistas, Bolsonaro também disse que o governo deve aumentar o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) e diminuir a alíquota máxima do Imposto de Renda de 27,5% para 25%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: