fbpx

Projeto Empoderadas reúne mulheres em Casimiro de Abreu

A Prefeitura de Casimiro de Abreu, por meio da Secretaria de Assistência Social, promoveu uma ação voltada para as mulheres com a proposta de falar sobre a prevenção e enfrentamento à violência contra a mulher. O Programa Empoderadas ocorreu na tarde de quinta-feira (29), no Pavilhão de Esportes, na Praça Feliciano Sodré, no Centro.

Durante o evento ocorreram palestras e várias informações sobre direitos e leis de proteção à mulher, workshop com Erika Paes (Atleta de Jiu-Jitsu, ex-atleta profissional de MMA e Fundadora do Projeto Empoderadas); orientação sobre emissão de documento; aferição de pressão arterial e elaboração de cadastros em Programas Habitacionais. Além disso houve também apresentação da Sociedade Musical Casimiro de Abreu e participação do Departamento de Operações com Cães. 

“A mulherada tem interesse nesse tipo de projeto porque a gente vê que a violência doméstica é um problema crescente na nossa sociedade. E com a oferta desse tipo de projeto, que através destes serviços e orientações, elas se veem de certa forma mais acolhidas”, disse Karen Louzada, secretária de Assistência Social.

Oito mulheres empoderadas do município receberam uma singela homenagem durante a solenidade. Mulheres que tiveram e têm grande importância para o desenvolvimento e progresso de Casimiro de Abreu, que se dedicaram e ainda se dedicam para uma cidade cada vez melhor. Foram elas: Hozana Borges Macabú, Alzerina da Motta Rosa, Elza Paulino, Nilza da Motta Ximenes, Elenir Pinto da Silva, Glória Piedade, Edy Rosa Macabú e Maria Helena Louzada Pinto.

“Sou advogado e sei que este assunto de violência contra a mulher tem que ser levado muito a sério. Somente neste ano 497 casos foram registrados em Casimiro de Abreu. Estes números aumentam ainda mais devido ao isolamento social devido a pandemia do novo coronavírus. Estes dados são altos para o município e temos que enfrentar com muita seriedade e eficiência para diminuir estes índices”, disse o prefeito Ramon Gidalte, presente na solenidade de abertura.

Fundadora e coordenadora geral do Empoderadas, Érica Paes explicou como funciona o projeto.

“O Empoderadas é um programa onde a gente ensina técnicas de prevenção e de enfrentamento à violência. Por exemplo, a gente ensina mulheres a se prevenir de uma agressão moral, a se prevenir de uma agressão psicológica, a prevenir uma abordagem de uma importunação sexual, por exemplo. Toda essa proposta é para as mulheres terem um pouco mais de dignidade e que aprendam a se defender de todas as formas de violência contra a mulher. O nosso trabalho não é contra os homens, mas existem uma parcela deles que precisam ser denunciados”, disse.

Compareceram ao evento os vereadores Marcelo Mota, Maria de Fátima Francisco, Wellington Santos, Pedro Gadelha e Léo da Bomba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: