fbpx

Programa de Navegação de Pacientes em São João de Meriti apresenta dados em sua primeira etapa na Unidade da Vila Rosali

A Prefeitura de São João de Meriti, por meio da Secretaria de Saúde, encerrou ontem (22), a primeira etapa do Programa de Navegação de Pacientes – PNP com as mulheres da Vila Rosali. O encontro foi conduzido pela médica mastologista Dra. Sandra Gioia, juntamente com os colaboradores da unidade para alinhar informações sobre o balanço do programa em seus primeiros quatro meses.

Estiveram presentes além da médica, a psicóloga e eleita primeira navegadora do PNP, Liliani Baptista, a diretora do Programa de Estratégia de Saúde da Família, Thayana Braz, a assistente social e navegadora de pacientes do Rio Imagem, Lucia Brigagão e também os agentes comunitários da Vila Rosali.

Cláudia Marins, 43 anos, é agente comunitária de Saúde da Unidade de Vila Rosali e uma das principais comunicadoras do programa na região, segundo os próprios moradores. Ela se orgulha de pertencer ao grupo que iniciou o processo da navegação do município e entende a importância do seu trabalho para a população: “Eu tive pacientes que não sabiam, sequer, por onde começar a buscar atendimento para o diagnóstico positivo ou negativo do câncer. Só atendo cerca de 200 mulheres por dia, pelo PNP. Olha quanta gente ficando bem informada e se cuidando?”, declarou Cláudia.

Até o momento, mais de 3.500 mulheres já foram atendidas pelo PNP e a expectativa é aumentar esse número, uma vez que é necessário a luta não só contra a doença, mas contra a resistência de procurar atendimento quando o assunto é câncer e medo.

“A visão profissional e humana muda depois que a gente lida com o problema do outro. O Programa de Navegação de Pacientes me permitiu conhecer nossas qualidades e reconhecer os pontos a melhorar dentro desse trajeto, que ainda tem muito o que se desenvolver”, disse, otimista, a psicóloga Liliani Baptista.

Coordenando o programa, a Dra. Sandra Gioia enfatiza que trazer o PNP para a atenção primária é super importante. É levar saúde e educação para as nossas mulheres, mas, além disso, é frisar que é preciso dar continuidade às ações para que todas possam ser contempladas. Todo o fluxo da navegação tem um prazo para acontecer e, aos poucos, vai se ganhando mais credibilidade e visibilidade para os serviços que já estão à disposição das meritienses.

O trabalho não para por aqui e o foco é alcançar  todo o município para que a prevenção e o tratamento sejam os grandes aliadas das nossas mulheres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: