fbpx

Procuradoria pede prisão de diretor de presídio e de 30 agentes penitenciários após fuga no Paraguai

Roupas são vistas na entrada de um túnel na prisão de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, por onde dezenas de presos fugiram na manhã deste domingo (19) — Foto: Marciano Candia/AP

A Procuradoria do Paraguai pediu a prisão do diretor de presídio regional de Pedro Juan Caballero e de 30 agentes penitenciários após a fuga por um túnel de 76 presos de uma facção criminosa brasileira que aconteceu no domingo (19).

As autoridades paraguaias investigam se houve uma rede de corrupção que facilitou a fuga dos integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC).

A imprensa local informou no domingo que 30 agentes de segurança foram presos, mas as autoridades paraguaias não confirmaram essa informação. O Bom Dia Brasil informou que os detidos prestam depoimento na manhã desta segunda-feira (20).

A prisão fica na fronteira com a cidade brasileira de Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul, o que levou autoridades brasileiras a montar um bloqueio na região.

Uma lista de foragidos brasileiros e paraguaios foi divulgada pelo Ministério da Justiça do Paraguai. Entre eles, estão o brasileiro Timóteo Ferreira, apontado como líder da facção dentro do presídio, e seis supostos integrantes do grupo de matadores de aluguel ligados ao tráfico “Minotauro”. Eles atuam na fronteira e na semana passada buscavam deixar a prisão com uma ordem judicial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: