fbpx

Presidente do STJD deve analisar pedido dos clubes só no dia 23, assim Flamengo x Grêmio terá torcida na quarta

O presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, Otavio Noronha, disse que ainda não há data para analisar o pedido dos clubes para suspender a liminar do próprio Tribunal favorável ao Flamengo para ter público nos três jogos que servirão como eventos-teste, a partir da liberação da Prefeitura do Rio de Janeiro.

Gramado do Maracanã para Flamengo x América-MG — Foto: Divulgação

– Irei analisar ainda. Ainda não (há data). Nós temos pautas definidas. Não faremos uma extraordinária, (segue) rito normal.

O presidente acrescentou que “a princípio” a decisão será tomada apenas na data em que está agendado o julgamento da liminar, dia 23 de setembro.

Assim, caso não haja decisão contrária a tempo, o confronto com o Grêmio, quarta-feira, pela Copa do Brasil, no Maracanã, está garantido com a presença de torcedores.

– Existe uma liminar em vigor e decisão é para ser cumprida. Não cabe descumprimento.

O Flamengo conseguiu autorização do STJD para jogar com público, mesmo contra a vontade da Confederação Brasileira de Futebol e a maioria dos clubes que disputam as competições nacionais. Com a liberação da prefeitura do Rio para conduzir três jogos como eventos teste, o clube iniciou a venda de ingressos e manterá sua posição.

Na sexta-feira, os clubes entraram com o pedido para suspender a liminar ou antecipar o julgamento da ação movida pelo Flamengo, marcado para o dia 23.

O Flamengo tem apenas a liberação da Prefeitura para realizar os três jogos, os dois contra o Grêmio, e a partida diante do Barcelona de Guayaquil, pela Libertadores.

– O decreto é claro. A prefeitura autorizou o percentual de público apenas para os três jogos. Não é uma decisão por tempo indeterminado. O jogo seguinte, por exemplo, não terá público, porque nem haveria tempo hábil – diz o secretário de saúde do Rio, Daniel Soranz.

Pelos protocolos, a Prefeitura vai acompanhar por 15 dias os torcedores que entrarem os estádios. Vasco, Botafogo e Fluminense não solicitaram a realização de eventos-teste, de acordo com o secretário.

O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, criticou o posicionamento de Otávio Noronha.

– Com o julgamento antecipado e publicizado pelo presidente (do STJD), melhor seria anular as instâncias coletivas dos clubes dentro dos conselhos técnicos, pois nada mais valem. Tudo muito estranho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: