fbpx

Prefeitura do Rio garante estrutura para a realização da 18ª Parada LGBTI

A 18° Parada LGBTI de Madureira contou, mais uma vez, com o apoio da Prefeitura Rio. Além da presença de órgãos municipais como a CET-Rio, Guarda Municipal e Comlurb para atuar no ordenamento, segurança e limpeza do evento, houve a isenção da Taxa de Utilização de Área Pública (TUAP) e da Taxa de Aplicação de Publicidade (TAP), num total de R$ 86 mil. Já a Coordenadoria de Eventos da Prefeitura assumiu os custos de todo aparato de postos médicos e unidades móveis de atendimento em primeiros socorros, que gerou outro suporte financeiro, desta vez, de R$ 52 mil.

“Hoje é um dia de alegria em que milhares de vozes se reuniram para pedir respeito à diversidade. A Parada não é somente uma festa, mas um ato que reivindica direitos para todos nós LGBTIs. Assim como no ano passado, a Prefeitura, mesmo em um momento de crise, apoiou o movimento de Madureira com toda à estrutura dos órgãos municipais para fazer desta festa a maior Parada LGBTI do Rio”, destacou o coordenador da Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual (CEDS Rio), Nélio Georgini, mais um órgão da Prefeitura envolvido diretamente no apoio ao evento.

Atuação dos órgãos

A Guarda Municipal (GM-RIO) atuou com 84 guardas e não registrou nenhum incidente grave. Para manter a fluidez do trânsito, com 12 pontos de bloqueio ao tráfego, a CET-Rio trabalhou com 33 controladores. Já para coibir o estacionamento irregular, a Secretaria de Ordem Pública (Seop) criou áreas de estacionamento exclusivas para o evento. Mesmo assim, quatro veículos estacionados irregularmente foram removidos para os depósitos públicos municipais. A Comlurb também montou uma operação especial com 90 garis para garantir a limpeza antes, durante e após o evento. O trabalho começou às 7h deste domingo e segue até às 6h de segunda-feira.

A Parada de Madureira contou ainda com a presença de 20 agentes da Secretaria Municipal de Saúde (SMS); 20 jovens do “RAP da Saúde”, também ligados à SMS, abordaram o público oferecendo orientação sobre a prevenção de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’s), turberculose e AIDS. Foram distribuídos ainda 44 mil preservativos. Já a equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH) prestou orientação sobre direitos da Comunidade LGBTI e informou sobre a importância dos canais de denúncia para abusos contra a comunidade LGBTI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: