Prefeitura de Trajano de Moraes realiza em parceria plantio de mudas em celebração ao Dia Mundial do Meio Ambiente

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Trajano de Moraes, realizou na manhã de sábado (5), o plantio de seis mudas de Ipê com intuito de recuperar e embelezar a margem da represa na Floresta Estadual José Zago – Floe. Ação ganhou destaque durante uma semana inteira de evento. O plantio foi uma parceria para celebrar o Dia Mundial do Meio Ambiente. O vice-prefeito Matias Mendes, a secretária da pasta, Jurema de Souza Grativol – Juju, o subsecretário Willian Castelani Ávila e os representantes do Instituto Estadual de Ambiente (Inea), e da Floe participaram da ação.

“O plantio é um ato de conservação ambiental que deve contribuir muito com o espaço, além é claro de deixar o local mais bonito, com muita sombra para que todos possam usufruir da área futuramente. Além disso, as árvores são indispensáveis na natureza. Quero agradecer a direção da Floe – Ângelo Zago pela atenção ofertada a todos”, agradeceu o vice-prefeito Matias Mendes.

O Dia Nacional do Meio Ambiente foi criado em 1972, durante uma conferência da Organização das Nações Unidas (ONU) em Estocolmo, Suécia, com objetivo de chamar a atenção da sociedade para os problemas ambientais e a necessidade de se preservar os recursos naturais.

De acordo com a secretária da pasta, Jurema de Souza Grativol – Juju, é de grande importância participar de um evento que destaca o plantio e a conservação de árvores e tem um significado ainda maior dentro do município. “O objetivo é despertar a população para uma maior consciência ambiental e discutir sobre os desafios que teremos pela frente, pós-pandemia”, comentou Juju.

Já o subsecretário Willian Castelani Ávila, enfatizou a importância do cidadão trajanense de participar do evento para se atualizar e aprender sobre as questões ambientais, principalmente no momento em que vivemos, da pandemia da Covid-19. Segundo ele, tudo foi carinhosamente preparado para que a população reflita sobre a necessidade de preservar a biodiversidade dentro do espaço urbano e quais são os impactos e desafios pela frente.

“A questão ambiental impacta não somente na qualidade de vida, bem-estar e saúde quando ela não é olhada de forma adequada. Mas estamos vendo também, nesse contexto, o impacto social e econômico que ela tem”, concluiu Willian Castelani.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: