Prefeitura de Trajano de Moraes faz reparos em pontos críticos na estrada de acesso a São Joaquim

A prefeitura de Trajano de Moraes mais uma vez prova que não brinca, quando o assunto é serviço. Prova disso são as melhorias feitas na Rodovia Estadual – RJ 162, entre a sede e a localidade de São Joaquim. O acesso é de barro batido, a popular estrada de chão, e tem diariamente um tráfego intenso de veículos como carros, motos, caminhão e até ônibus de passageiro. A pedido do prefeito Rodrigo Viana, o local recebeu melhorias como pedras e material de conserva.

O local é de responsabilidade do Departamento de Estradas e Rodagens- DERJ. “Ao longo de todo o ano, a prefeitura faz a manutenção e melhorias das estradas rurais, mas nos períodos de chuva a demanda aumenta significativamente. O município possui uma extensa rede de vias rurais, chegando a 1050 km. A Secretaria Municipal de Estradas e Rodovias está atenta aos pontos mais críticos e realizando os serviços necessários para garantir à população o bom estado das estradas”, disse o prefeito Rodrigo Viana.

O trecho teve parte da via danificado por conta das chuvas que caem em toda região. “Sabemos que não é de nossa competência, mas não podemos deixar a população passar por esse acesso nesse estado. Tendo conhecimento que a estrada estava em condições precárias para o trafego, resolvi então melhorar a estrada neste perímetro. A prefeitura tomou as devidas providências imediatamente, recuperando o acesso bem como fazendo a limpeza de bueiros no local”, enfatizou.

Com as chuvas que caem na região as estradas do município foram danificadas, prejudicando o acesso de moradores às residências, e até mesmo ao local de trabalho. Outro setor que fica prejudicado nessa época é o escoamento da produção agrícola. “Quero agradecer aos guerreiros trabalhadores que diariamente estão nas estradas empenhados em fazer o melhor por nossa cidade: nossos funcionários. Eles atuam diretamente na melhoria delas – muito obrigado a cada um de vocês!”, agradeceu o prefeito Rodrigo Viana.

Na estrada uma retroescavadeira realizou a limpeza das margens da via e das saídas das águas das chuvas e um caminhão colocou pedras e material de conserva. “Sabemos da dificuldade das famílias que moram nessas localidades sem pavimentação asfáltica. Em períodos de chuva, a situação que a estrada vicinal fica esta época do ano tem que esperar a chuva parar para recuperar as vias num todo, e isso já está acontecendo”, concluiu o chefe do executivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: