Prefeitura de Queimados promoveu fórum de combate à sífilis nesta última terça-feira(12)

Um levantamento realizado pelo Ministério da Saúde mostra que, só no ano passado, 158.051 casos de sífilis adquirida foram notificados no país: um número 28,3% maior que o registrado em 2017. Para evitar que essa estatística alarmante aumente, a Prefeitura de Queimados promoveu nesta terça-feira (12) o I Fórum do Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher.

Sob o tema “Os Desafios do Enfrentamento da Sífilis do Município de Queimados”, cerca de 80 profissionais de saúde e estudantes de cursos técnicos de enfermagem estiveram presentes no Auditório da Secretaria Municipal de Saúde para debater políticas públicas de melhorias do serviço prestado.

Causada pela bactéria Treponema Pallidum, a sífilis é uma doença infecto-contagiosa e exclusiva do ser humano. A transmissão pode acontecer por relação sexual sem proteção com uma pessoa infectada ou da mãe para o bebê durante a gestação. O palestrante e infectologista do município, Paulo Nascimento, abordou os diferentes estágios da doença, formas de contaminação, sintomas e tratamento.

Presente na ocasião, o Prefeito Carlos Vilela destacou a importância do fórum para promover a melhoria dos serviços prestados. “Sabemos que ainda há muitas coisas a serem feitas, mas estamos sempre em busca de proporcionar a melhor saúde pública para os queimadenses. Por isso, além do nosso Programa IST/AIDS, todas as nossas unidades de saúde realizam teste rápido em gestantes, oferecem camisinhas masculinas e femininas gratuitas para a população e promovem palestras educativas sobre a doença”, declarou o gestor, ao lado do vice-prefeito Machado Laz.

Informação, diagnóstico e tratamento gratuitos

Para a Secretaria da Pasta, Drª Lívia Guedes, orientar a população é essencial para diminuir os casos da doença. “É de suma importância estarmos sempre falando sobre o assunto, principalmente alertando os jovens sobre o uso de preservativos. Cerca de 130 novos casos foram registrados na cidade só em 2019 e isso precisa ser debatido e evitado”, explicou.

Queimados oferece tratamento gratuito para os pacientes portadores de Infecções Sexualmente Transmissíveis através do Programa IST/AIDS. A unidade – localizada na Rua Onze, s/nº, Vila Pacaembu (anexo ao CETHID) – disponibiliza acompanhamento médico e psicológico, teste rápido e medicamentos sem custo para os queimadenses.

Os interessados em realizar o teste rápido devem ir até a sede do Programa IST/AIDS de segunda a quinta-feira, das 9h às 15h, munidos de identidade, CPF, comprovante de residência e cartão do SUS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito
%d blogueiros gostam disto: