Prefeitura de Petrópolis intensifica testagem em massa para conter contágio por covid

Com 297 novos casos de covid-19 identificados em 72 horas, a Prefeitura aposta na testagem em massa para identificar petropolitanos contaminados e tentar reduzir a taxa de contágio da doença que vem se acelerando e nas últimas semanas. Boletim divulgado ontem pela Secretaria de Saúde mostra que o novo coronavírus já contaminou 9.382 petropolitanos e 304 pessoas já morreram na cidade. Na sexta-feira (27.11) os dados mostravam que a cidade tinha 9.085 casos confirmados da doença. Desde a retomada da testagem em massa, no último dia 11 deste mês, 11.621 pessoas foram testadas e 470 delas tiveram confirmação para a doença.

  – Estamos ampliando muito a testagem na cidade porque quando detectamos o paciente infectado, podemos cuidar dele antes que ele precise de um leito para internação e antes que ele contamine outras pessoas. Estamos firmes no combate à disseminação da covid-19 – pontua o prefeito Bernardo Rossi, que esteve no Centro de Saúde acompanhado o andamento da testagem.

 – Ampliamos a testagem, com o serviço de porta em porta, para facilitar a vida da população, principalmente dos mais idosos. O número de casos da doença voltou a aumentar muito em diversas cidades e precisamos reforçar muito nossas medidas protetivas – afirmou.

A Secretaria de Saúde informou que o serviço de testagem em massa nos bairros continua nesta terça-feira (1º.12). Equipes estarão atuando na Rua Teresa – próximo a Casa Verde,  e ainda na localidade do Felix, no Estrada da Saudade. Para os atendimentos é exigido apenas um documento de identificação com foto e não é necessária a realização de cadastro prévio. Os usuários testados, nos pontos fixos e em casa, recebem o resultado em 15 minutos. A testagem em massa acontece sempre das 9h às 16h.

 – Temos que nos manter firmes com a testagem em massa, desinfecção das ruas, e demais medidas preventivas pois precisamos conter o contágio da doença – pontua a secretária de Saúde Fabiola Heck.

A orientação das autoridades de Saúde é para que as pessoas redobrem os cuidados, usem máscara e reforcem a higienização, lavando bem as mãos e  utilizando álcool em gel, mantendo o distanciamento social e evitando as aglomerações.

O aumento na taxa de contágio já reflete na ocupação de leitos, que ontem estava em 64,81% referente aos leitos clínicos, e 30% dos leitos de UTI. O número de pacientes hospitalizados, que no domingo chegou a 111 em hospitais públicos e particulares,  ontem caiu para 85. Apesar disso, o número de internações ainda é 81% maior do que o registrado 14 dias antes, quando 47 pessoas estavam internadas por complicações provocadas pela covid-19.  Dos 85 pacientes internado ontem, 54 estavam em leitos clínicos e 31, com quadro mais grave ocupavam leitos de UTI. Há duas semanas, leitos clínicos tinham 15 pacientes e UTIs 33 internados.   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: