Prefeitura de Maricá promove diversas ações de combate à dengue por toda a cidade

Trabalho integrado da Secretaria de Saúde conta com visitas de agentes de combate às endemias nas residências, identificação de focos dos mosquitos e conscientização dos moradores

A Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, está empenhada no enfrentamento à dengue, com equipes atuando no combate aos focos do mosquito Aedes aegypti — transmissor da doença, além da zika e da chikungunya —, e em ações de conscientização da população nas ruas e nas residências. Atualmente, cerca de 200 agentes de combate às endemias percorrem os quatro distritos da cidade (Centro, Ponta Negra, Inoã e Itaipuaçu), realizando vistorias nas casas, oferecendo orientações para prevenir a proliferação da dengue e aplicando larvicida em locais onde são identificados focos do Aedes aegypti.

Nos distritos, as equipes são separadas por bairros, atuando continuamente em cada área. O trabalho é integrado, incluindo registros geográficos do município (identificando novas ruas e endereços, por exemplo), estratégia de saúde, os laboratoristas (que reconhecem as larvas de mosquitos) e os agentes responsáveis pela abordagem às pessoas. A busca ativa também contribui para registrar casas abandonadas, fechadas ou terrenos com entulhos, notificando os proprietários para que façam a limpeza dos espaços.

“As nossas visitas domiciliares são rotineiras e essenciais, conscientizando os moradores e reforçando a importância de observar possíveis focos, principalmente nos quintais. Estamos em um momento de proliferação dos mosquitos responsáveis pela dengue em todo o Brasil. Pedimos que a população redobre a atenção e esteja atenta às orientações passadas pelos agentes de combate às endemias para minimizarmos o impacto da doença no nosso município”, destacou Ronald Marques, gerente da Vigilância em Saúde Ambiental.

Ronald também reforçou a importância dos moradores receberem os agentes de combate às endemias em suas casas: “Caso você receba a visita de um dos nossos profissionais, que podem ser identificados por crachá, camiseta (de cor azul e vermelha) ou colete, não exite em abrir a porta da sua casa para ele. Essa atitude é essencial para otimizar o combate à doença e ajuda evitar a proliferação do mosquito,” reforçou.

Moradores reforçam o impacto das ações de conscientização

Na última sexta-feira (13), os agentes realizaram uma ação educativa no Bairro da Amizade, visitando dezenas de residências e distribuindo folhetos com dicas de combate à dengue aos moradores. Uma das casas que foram visitadas foi a do aposentado Luís Nascimento, de 63 anos. Vivendo em Maricá há 30 anos, ele aprovou a abordagem dos agentes.

“É muito positiva ter uma ação efetiva como essa. Dessa forma, esclarecemos as nossas dúvidas sobre a dengue e recebemos dicas essenciais para lidar com os focos da doença no dia a dia, atitude fundamental para a conscientização. Durante a pandemia, a nossa preocupação se voltou à Covid-19. Contar com essa visita agora se une aos cuidados que já tenho, como a limpeza da caixa d’água e não deixar a água acumular nos recipientes”, afirmou.

Ruth do Nascimento, de 54 anos, também gostou da visita, ressaltando os riscos da dengue e a importância da conscientização.

“Eu acho ótima essa visita dos agentes, que ajuda a trazer mais consciência aos moradores do bairro. Só quem teve dengue sabe como ela é perigosa, então cuido do meu quintal com a ajuda da minha família, me atentando aos possíveis focos, como as garrafas (que estão sempre viradas) e à caixa d’água tampada corretamente”, acrescentou.

Pequenas atitudes ajudam no combate à dengue

A maneira mais eficaz de prevenir a dengue é combater os focos do mosquito Aedes aegypti. Confira abaixo algumas atitudes que podem ser tomadas para evitar a proliferação da doença:

  • Verifique se a caixa d’água está bem tampada
  • Não deixe lixeiras abertas
  • Coloque areia nos pratos de plantas
  • Recolha o lixo do quintal
  • Limpe as calhas
  • Cubra piscinas
  • Tampe os ralos
  • Limpe a bandeja externa da geladeira
  • Não deixe acumular água nas vasilhas dos bichos de estimação
  • Cubra cisternas
  • Tampe bem todos os reservatórios de água

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.