Prefeitura de Magé dá início ao projeto arte na praça fechando rua para o lazer

Um belo dia de sol não foi o único motivo que fez com que moradores de Pau Grande fossem para as ruas neste domingo (06/06). O que também levou muitas pessoas a saírem de casa foi o começo do projeto Arte na Praça, que fechou um trecho de cerca de 200 metros da Estrada de Pau Grande, entre a igreja de Sant’Anna e a Praça Montese. “Essa é uma iniciativa-piloto que trouxemos para os moradores do sexto distrito. Serão, em uma primeira fase, mais seis domingos a cada 15 dias até agosto. O próximo acontece no dia 20 de junho”, contou o secretário de Esporte, Turismo, Lazer e Terceira Idade, Geilton Camara Lima. Ele disse ainda que planeja levar o Arte na Praça para Andorinhas, Santo Aleixo, Mauá, Suruí e demais regiões da cidade.
No espírito do projeto, o secretário de Segurança Pública, André Antônio Lopes, chegou ao local de bicicleta. “É uma satisfação muito grande estar participando desse projeto, dando todo o auxílio necessário. Aqui, hoje, estamos com seis agentes de trânsito da Guarda Municipal, duas viaturas e uma moto prestando o suporte solicitado”, declarou. Enquanto o secretário Lopes ainda estava na área, teve início uma das principais atividades marcadas para o dia: uma aula de tai-chi-chuan. Para a apresentação, o professor Inajá Fernando trouxe um grupo de 16 alunos da terceira idade. A dona Íris de Oliveira Rego faz 82 anos em setembro próximo e era uma das mais animadas: “Não consigo ficar parada. Há mais de 20 anos que faço esse tipo de atividade”.
Morador bastante conhecido em Pau Grande, o seu Arildo da Silva, 74, o Casquinha, apareceu para dar uma conferida nas atrações do projeto antes de ir buscar as duas netas mais novas para brincar. “Sou nascido e criado aqui na região e fico muito contente quando um projeto como esse é trazido para cá, com toda a segurança que merecemos”, comentou. Outro morador do bairro, o serralheiro Leandro Cunha, 39, aproveitou que a rua estava fechada e usou o espaço para empurrar o filho em um carrinho de brinquedo. “É uma iniciativa que faz muito bem à população. Somos carentes de áreas de lazer e o fechamento desse trecho nos deu algo que sempre pedimos”, afirmou.
O projeto manteve o trecho da Estrada de Pau Grande fechado entre 9h e 18h. Durante o dia, teve ainda apresentação de grupos de caratê e de capoeira e muita música ao vivo, com o saxofonista Filipe Bohlke. Enquanto Filipe tocava uma música dos Beatles, o casal de aposentados Lúcia, 62, e Paulo Bento, 67, deu um show de dança e de simpatia à parte. “Sempre que a gente ouve uma canção que nos lembra os bons tempos quando nos conhecemos, a gente se junta para dançar. Isso acontece muito quando vamos à Cinelândia, no Centro do Rio, e cruzamos com aqueles artistas que tocam nas ruas”, revelou dona Lúcia. O Arte na Praça também contou com dez barracas de artesãos cadastrados e food trucks na Praça Montese para o consumo de produtos artesanais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: