Prefeitura de Guapimirim apoia projeto de preservação ambiental na cidade

Na última quinta-feira (17), aconteceu a apresentação do mais novo projeto de preservação ambiental de Guapimirim aos Gestores Municipais. O Instituto Palmeira Imperial do Meio Ambiente, uma organização da sociedade civil de interesse público (OSCIP) que possui uma sede localizada no bairro Caneca Fina, abriu suas portas para estudos e trabalhos voltados à proteção da fauna e flora.

Em uma parceria com a Prefeitura de Guapimirim, o Instituto vai atuar com criadouro de aves nativas, que estão em extinção. Os animais poderão se reproduzir em uma área de preservação ambiental e, posteriormente, reintroduzidos em parques municipais, estaduais e federais.

Segundo José Abranches, diretor do Instituto Palmeira Imperial do Meio Ambiente, a cidade de Guapimirim foi escolhida para sediar o projeto por ser um local cercado por áreas de proteção ambiental. “Nosso objetivo é a preservação e aqui conseguiremos desenvolver um trabalho com aves em extinção, além de proteger mananciais e nascentes. Também utilizaremos a mão de obra local para nos auxiliar com o manejo dos animais, gerando assim, renda para a cidade”, acrescentou Abranches.

“Há muitos anos estamos tentando fazer com que essa parceria acontecesse. E agora, nessa gestão, poderemos juntos, trabalhar para promover a preservação da biodiversidade do município.”, disse o biólogo Rodrigo Freire, que também é morador do bairro.

A Secretaria do Ambiente também trabalhará em conjunto com o Instituto Estadual do Ambiente (INEA), que se prontificou em promover cursos de capacitação aos servidores municipais e moradores, para que consigam dar suporte às ações desenvolvidas no local.

Para o Secretário do Ambiente, João Maurício Ferreira, esse projeto será muito importante, pois Guapimirim terá mais um espaço de cuidado, bem estruturado e preparado para atender, ainda, demandas de estudos, por exemplo.

“Faz um tempo que procuramos um local, com esse perfil, para firmar uma parceria. E com a assinatura de um termo de cooperação mútua, em breve, desenvolveremos atividades que trarão muitos benefícios ao município, como o aumento do ICMS Ecológico da cidade, instrumento de conservação, que privilegia a manutenção de biomas”, destacou Alexandre Donato.

Representantes do INEA ainda fizeram a última vistoria no Instituto, e emitiram o certificado, legalizando o espaço, que já está apto para iniciar suas atividades em Guapimirim.

“Através da Secretaria do Ambiente, nossa gestão já promoveu diversas ações em prol da educação ambiental e conscientização da população. Temos quase 80% do nosso território em áreas de conservação ambiental. Então, precisamos ter consciência com relação à preservação. Precisamos preservar! E essa iniciativa e fantástica. Tenho certeza de que essa parceria dará muitos frutos”, afirmou o Prefeito Zelito Tringuelê.

Além disso, uma engenheira ambiental, fiscais e guardas ambientais, que fazem parte da Secretaria do Ambiente, e o vereador Alex Leleco também acompanharam a visita ao local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: