Prefeitura de Campos dos Goytacazes garante cerca de 5 mil kits de alimentação para rede socioassistencial

A Prefeitura de Campos está garantindo a aquisição de aproximadamente 5 mil kits de alimentação por seis meses para instituições que prestam atendimento social a idosos e pessoas com deficiências. A aquisição foi realizada através de convênio com o governo federal. Dentre as contempladas estão cinco Organizações da Sociedade Civil (OSC) conveniadas à rede socioassistencial, além da Residência Inclusiva (abrigo municipal) e a OSC Monsenhor Severino. Serão distribuídos 854 kits/mês para as sete unidades, de acordo com a secretária municipal de Desenvolvimento Humano e Social, Pryscila Marins.

O Prefeito Rafael Diniz destaca a importância de mais essa conquista que seguirá para a próxima gestão. “A nossa gestão iniciou hoje a entrega de kits alimentares numa grande parceria da Prefeitura com o Governo Federal. Estes 5 mil kits estão sendo direcionados a importantes instituições da nossa cidade. As entregas seguem pelos próximos cinco meses mostrando que a nossa gestão não trabalha apenas para o nosso mandato, mas prepara a cidade para que ela continue atendendo a nossa população mesmo num outro governo. Isso reforça a nossa responsabilidade com a nossa população e com a nossa cidade” destacou.

Estão sendo contempladas as seguintes OSCs: Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), Associação de Proteção e Orientação aos Excepcionais (APOE), Educandário para Cegos São José Operário, Associação de Pais e Amigos de Pessoas Especiais do Norte e Noroeste Fluminense (APAPE) e Asilo Nossa Senhora  do Carmo.

-Essa doação chegou em ótima hora, véspera de Natal, e vai ajudar a garantir dignidade na ceia das nossas famílias. Já começamos a chamar os responsáveis para retirarem as cestas. Temos um convênio com a Prefeitura de Campos, por meio do qual assistimos 276 usuários, através da Secretaria de Saúde, Secretaria de Desenvolvimento Humano e Social e Conselho Municipal de Proteção aos Direitos da Criança e do Adolescente (CMPDCA)”, disse a presidente da Associação de Proteção e Orientação aos Excepcionais (APOE), Neide Gebara.

Elisangela Souza Gomes é mãe de Blenda, 22 anos, e foi uma das beneficiadas. “Vamos ter um Natal mais tranquilo com certeza. Minha filha está aqui desde os 11 anos e recebemos muito apoio de todo mundo, a equipe nos dá bastante assistência”, disse. 

Kelida Mendonça, recebeu a cesta pelo assistido Peterson Bernardo, 33 anos. “Com certeza essa doação vai fazer toda a diferença no Natal dele. Agradecemos demais. Ele está sentindo muita falta de tudo aqui nessa pandemia, mas a APOE está enviando atividades online”, afirmou.

A coordenadora geral do São José Operário, Angélica, falou sobre as doações. “Em nome da instituição, agradeço a Prefeitura por esses kits, que estão chegando num momento perfeito. Serão de muita importância para os assistidos e suas famílias”, comentou.

Os kits foram adquiridos com recursos extraordinários do Governo Federal, com base na Portaria 369 do Ministério da Cidadania de 29/04/2020, que permitiu a aquisição, ainda, de equipamentos de proteção individual (EPIs), como aventais e máscaras para os profissionais da rede socioassistencial, distribuídos nos últimos meses. E permitiu, também, a aquisição de cerca de 10 mil cestas básicas para os usuários dos CRAS e CREAS nos meses de janeiro, fevereiro e março de 2021; além dos kits de alimentação.

– O contexto da pandemia aumentou as condições de pobreza e vulnerabilidade social das famílias, o que requer o planejamento de ações pelo Poder Público e resulta na ampliação das demandas para a Política de Assistência Social. Ao adentrarmos no mês de dezembro, último mês do Auxílio Emergencial, a preocupação com as condições das famílias torna-se algo ainda mais latente. Por isso, a Secretaria articulou um aporte orçamentário para aquisição desses materiais, tendo em vista as demandas que continuarão surgindo mediante a Situação de Emergência provocada pela Pandemia da Covid-19″, explicou Pryscila.

O diretor do Departamento Jurídico da Secretaria, Thiago Silva, explicou que os kits foram montados de acordo com o interesse e necessidades das unidades. “Além disso, em atenção à política de transparência, a Secretaria criou um comitê de crise com participação do Conselho Municipal de Assistência Social e da sociedade civil, a fim de deliberar sobre esses recursos socioassistenciais da Portaria 369”, completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito