Prefeitura de Belford Roxo realiza aula inaugural do projeto Transforma Bel no Vale das Mangueiras

A Prefeitura de Belford Roxo realizou a aula inaugural do projeto Transforma Bel, nesta quarta-feira (09-06), no Vale das Mangueiras. A iniciativa é uma parceria das Secretarias de Cultura e de Habitação e Urbanismo com o Instituto de Estudos das Religiões (Iser), que oferece cursos de audiovisual, danças e aderecista (artesanato) para os moradores dos condomínios do Programa Minha Casa Minha Vida, Vicenza, Toscana e Pégasus dos bairros Santa Tereza e Vale das Mangueiras. As oficinas são para todas as idades e os alunos vão ganhar o material didático, lanche e capacitação que o ajude na economia solidária. 

De acordo com o secretário de Cultura, Bruno Nunes, levar cursos para as comunidades é uma preocupação antiga do governo. “Esses mesmo cursos oferecemos na Casa da Cultura. Um curso se atrela ao outro, pois vão aprender a confeccionar, a gravar e colocar na internet para vender, estimulando uma renda extra para essas famílias. A previsão é de que serão beneficiadas 300 pessoas, dando oportunidade a elas de sonhar e produzir cultura na própria cidade”, explicou Bruno. 

Representando a Secretaria de Habitação e Urbanismo, a assistente social Juliana Pimentel explicou que esse trabalho social acontece depois da entrega dos apartamentos do programa Minha Casa Minha Vida. “Com essa parceria, além da moradia, ofertamos educação, assistência social, saúde, transporte público. Temos uma equipe em cada um desses condomínios que acompanham esses trabalhos. O projeto Transforma Bel estreita a relação do poder público com o morador levando os serviços a eles, uma espécie de cultura itinerante. E como as oficinas são para crianças até idosos, possibilita esse contato de todas as idades”, destacou Juliana. 

Todos os projetos vinculados ao programa Minha Casa Minha Vida recebem recursos para ajudar o morador, esse é financiado pela Caixa Econômica Federal. Representante do Iser, Paulo Magalhães explicou que a ONG participou de um concurso público para fazer o trabalho social em alguns dos condomínios do município. “Começamos com algo participativo, construindo com os moradores as várias alternativas de trabalho social. A parceria para a realização dos cursos garante a sustentabilidade do projeto em Belford Roxo. Essa relação do governo e comunidade é a chave para a transformação profunda e sustentável na localidade”, ressaltou Paulo. 

Desenvolvendo um trabalho há quase quatro anos no Vale das Mangueiras, inserindo mulheres no mercado de trabalho e com crianças no âmbito escolar, Suzana Batista Leite destacou a parceria com o Iser. “É essencial devido a área de vulnerabilidade social e falta de informação. Com o projeto conseguimos viabilizar as políticas públicas até a população que foram contemplados com os apartamentos”, disse Suzana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: