Prefeitura de Belford Roxo anuncia inauguração de três creches e implanta turno alternativo

As férias dos 40 mil estudantes da Rede Municipal de Belford Roxo estão chegando ao fim. Nesta segunda-feira (4) eles retornam às aulas. Como novidade a Prefeitura implantou um turno alternativo em 15 escolas, ampliando em 10 por cento o número de vagas. Agora são 44 mil alunos que vão começar a estudar às sete horas da manhã. Todas as unidades passaram por mutirões de limpeza nos últimos dias. A ordem é garantir bem estar à garotada, professores e funcionários. Outra novidade é a inauguração de três novas creches nos bairros: Parque São José, Santa Teresa e Xavantes, prevista para o início do ano letivo.

 A implantação do turno alternativo, segundo o secretário de Educação, Denis Macedo, é para atender à demanda de novas famílias instaladas nos condomínios do Programa Minha Casa, Minha Vida, nos bairros, Jardim do Ipê, Santa Teresa e Recantus (Babi). “Detectamos a necessidade e criamos mais um turno”, disse o secretário. “Antes as aulas aconteciam em três turnos: manhã, tarde e noite (EJA/Educação para Jovens e Adultos). Com a mudança o primeiro turno será das 7h às 11h, o turno intermediário das 11h às 15h, depois das 15h às 19h e em seguida o EJA”, lembrou Denis citando ainda que o município tem 55 escolas, 19 creches próprias e seis conveniadas.

Combate à evasão escolar

A ampliação da Educação Infantil para crianças de 4 a 5 anos em todas as escolas está na ponta do lápis do secretário Denis. “A determinação é do prefeito Waguinho (Wagner Carneiro)”, disse ele. Para sua secretária adjunta, Eneila Lucas, a ampliação da oferta também é o primeiro passo para universalizar o ensino, que visa estimular o estudo e tirar a criança da rua. “Estamos desenvolvendo um projeto para estudo integral nas escolas”, destacou ela. Eneila salienta ainda que outros projetos desenvolvidos pela Secretaria de Educação revelaram que a violência urbana e a desestabilização da família são os motivos da evasão escolar no município.

A lição em pauta para este ano letivo é combater a evasão escolar e estimular a permanência dos alunos desde a Educação Infantil ao 9º ano. Eneila e toda equipe pedagógica estão apostando no projeto Educação Proativa: ler o mundo é construir um novo tempo. “Vamos dinamizar a alfabetização e trabalhar a aprendizagem todo o tempo. Há alunos que chegam ao quinto ano, por exemplo, sem ser alfabetizado. Esse estudante será identificado e trabalhado. Vamos alfabetizar até nas aulas de matemática”, assegura Denis Macedo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: