Prefeito de Trajano de Moraes prorroga até 31 de dezembro que suspende aulas presenciais na cidade

O prefeito de Trajano de Moraes, Rodrigo Viana prorrogou o Decreto 47, que proíbe a realização de aulas no formato presencial na rede municipal de ensino. Diferentemente das vezes anteriores, quando era renovado por 30 dias, o novo Decreto vai ter validade até o dia 31 de dezembro de 2021. Apesar da vacinação em massa, ele acredita que ainda não exista segurança para retomada completa das atividades presenciais.

“Em reunião discutimos a possibilidade da retomada, mas entendemos que há sinais da necessidade de estruturar a retomada gradual das atividades presenciais. Ficam prorrogados, até 31 de dezembro de 2021, os efeitos dos artigos pelos quais foi estabelecido o sistema de ensino remoto, que não permite a entrada nem a permanência de alunos nas unidades de ensino de todas as redes no território do município de Trajano de Moraes, porém com as ressalvas habituais no presente decreto”, explicou.

Ainda de acordo com o prefeito Rodrigo Viana, essa mudança no período é por conta da análise feita em relação à situação da pandemia de coronavírus na cidade.  “A avaliação da pandemia é feita dia a dia, semana a semana e quinzenalmente. É mais no intuito de se avaliar em quantas anda a pandemia e caso haja alterações que possam ser feitas, assim vamos proceder”, afirmou.

A partir de 1º de outubro em circunstâncias excepcionais, devidamente justificadas em portaria emitida pelo secretário municipal de Educação, poderá ser feita uma nova avaliação.“Vale dizer que outra atividade extraordinariamente relevante, o corpo discente poderá ser convocado, desde que seja garantido distanciamento mínimo de 2m (dois metros) entre os alunos, álcool em gel para todos, aferição de temperatura no ingresso à unidade, uso ininterrupto de máscaras e proibição de bebedouros compartilhados”, explicou.

Durante períodos classificados pela Secretaria Estadual de Saúde como bandeira vermelha ou bandeira roxa, fica terminantemente proibido o acesso de alunos como escolas, em quaisquer circunstâncias. “Será realizada uma reunião entre a equipe da Secretaria Municipal de Saúde e a equipe da Secretaria Municipal de Educação, na primeira quinzena do mês de setembro de 2021, e a ata, consignando as sugestões, será encaminhada ao gabinete do prefeito  para a reavaliação das medidas necessárias”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: