Prefeito de São Pedro da Aldeia participa de reunião para a discussão do Contrato de Concessão da Prolagos

Líder do executivo aldeense é presidente do Consórcio Intermunicipal Lagos São João

O prefeito de São Pedro da Aldeia, Fábio do Pastel, participou nesta terça-feira (20) da reunião técnica para a quarta revisão do Contrato de Concessão da Prolagos. As discussões visam definir o plano de investimentos da concessionária de saneamento básico para os próximos cinco anos. O Consórcio Intermunicipal Lagos São João, para o qual o líder do executivo aldeense foi eleito presidente em março, tem o papel de mediar a revisão periódica dos projetos e metas estabelecidos pela empresa.

A revisão acontece para que novos objetivos relacionados à preservação ambiental, esgotamento sanitário e abastecimento sejam estabelecidos, acompanhando o desenvolvimento dos municípios atendidos. Os projetos apresentados no evento pela empresa foram elaborados de acordo com as demandas apresentadas por cada cidade e incluem investimentos a curto e longo prazos.

O prefeito aldeense, Fábio do Pastel, destacou a importância do planejamento das ações que serão realizadas nos próximos anos. “A reunião ocorreu com muita transparência e informações a respeito dos procedimentos a serem desenvolvidos. Foram apresentados projetos e metas para os próximos cinco anos. Essas definições vão impactar diretamente as gestões municipais”.

A Secretária de Meio Ambiente, Lagoa e Saneamento, Raquel Trevizam, explicou uma das demandas requisitadas pelo município. “Solicitamos que pontos já mapeados de despejo de efluentes em São Pedro da Aldeia sejam incluídos no projeto de obra do cinturão sanitário. Essas ações precisam ser discutidas e bem pensadas para que haja um ganho efetivo”, afirmou.

A aprovação da revisão do Contrato de Concessão fica a cargo da Agência Reguladora de Energia e Saneamento Básico do Estado do Rio de Janeiro (Agenersa), assim como a fiscalização para que as metas sejam cumpridas.

O Consórcio Intermunicipal Lagos São João é composto por 13 municípios, Araruama, Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Cachoeiras de Macacu, Casimiro de Abreu, Iguaba Grande, Maricá, Rio Bonito, Rio das Ostras, São Pedro da Aldeia, Saquarema e Silva Jardim. O objetivo é unir governos, entidades da sociedade civil e empresas para fortalecer a gestão compartilhada do meio ambiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: