Prefeito de Rio Bonito se reúne com a diretoria do Hospital Darcy Vargas

O prefeito Leandro Peixe se reuniu na manhã desta quinta-feira (7) com a diretoria do Hospital Regional Darcy Vargas, no Centro Administrativo da Prefeitura, na Praça Cruzeiro, com o objetivo de ouvir as demandas do hospital para manter e melhorar o atendimento à população, além de alinhar a comunicação e a interlocução entre as duas instituições.



Durante o encontro, que também contou a presença da secretária de Saúde Daiana Albino, e do vice-prefeito José Américo dos Santos, entre outros membros do executivo municipal,  o presidente do Darcy Vargas, José de Aguiar Borges (Kaki), falou da dificuldade que o hospital vem passando decorrente dos repasses que não foram feitos pela administração passada.

Peixe esclareceu que sua equipe teve muita dificuldade para acessar os processos, principalmente os referentes às áreas de saúde e educação, que não foram entregues durante o período de transição de governo que, segundo ele, foi bem curto, durou apenas 18 dias dos trinta previstos.

“Durante a transição não tivemos acesso a todos os processos. Somente nessa semana conseguimos as informações referentes aos repasses do Hospital Darcy Vargas. Por isso, marcamos essa reunião para ouvir a direção do hospital, suas dificuldades e encontrar uma solução para resolver essa questão dos repasses. Mas adianto que a prefeitura vai honrar todos os compromissos”, afirmou Peixe.

O prefeito também explicou que, além do atraso no repasse do Darcy Vargas, também herdou outras dívidas, como a do fornecimento de combustível, que só não foi interrompido porque ele negociou diretamente com o proprietário, e a folha de pagamento dos funcionários que passa dos R$ 8 milhões. Ele também afirmou que a Câmara de Vereadores aprovou uma lei que o impede de fazer contratações, através de processo seletivo, durante um ano. Com isso, vários serviços,  inclusive que eram executados por muitos profissionais que atuam diretamente no enfrentamento da pandemia, deixarão de ser feitos. Somente na secretaria de Obra essa medida atinge mais de 160 pessoas.

A secretária de Saúde, Daiana Albino, garantiu que sua equipe está estudando cada processo para viabilizar todos os pagamentos.



“A saúde na nossa administração sempre será prioridade. Em relação aos processos que não foram pagos pela administração passada, estaremos avaliando cada um deles nos próximos dias, para saber o valor que estão em aberto. Mas reafirmo que iremos cumprir todos os nossos compromissos. Estamos no meio de uma pandemia e cada atitude requer calma e responsabilidade de todos”, garante a secretária de Saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito