Prefeito de Kiev cobra dos países aliados agilidade na entrega de armas à Ucrânia

O prefeito de Kiev e ex-campeão mundial de boxe dos pesos-pesados, Vitali Klitschko, presente em Madri para a cúpula da Otan, pediu aos aliados que “acelerem” a entrega de armas para a Ucrânia fazer frente à Rússia. “Esperamos” da cúpula da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) que permita “acelerar” as entregas de armas, declarou Klitschko aos jornalistas.

“Precisamos de sistemas antimísseis. Vemos que, a cada dia, os foguetes russos destroem nossas cidades, matam civis, destroem a infraestrutura”, explicou o ex-pugilista, ao lado de seu irmão gêmeo, Volodymyr, que também é um ex-boxeador campeão do mundo. “O apoio à Ucrânia é fundamental para que a paz volte à Europa”, frisou o prefeito de Kiev.

“Temos que isolar a Rússia”, acrescentou seu irmão, ao condenar o ataque da véspera contra um centro comercial em Kremenchuk, cidade situada a 330 quilômetros de Kiev, que deixou 18 mortos e cerca de 40 desaparecidos.

Mais de 40 chefes de Estado e de governo participam da cúpula da Otan em Madri, na qual será anunciado um reforço no flanco leste da aliança militar diante da ameaça russa. Por sua vez, o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, fará sua participação na cúpula nesta quarta-feira (29), através de videoconferência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.