Prefeito de Campos Wladimir anuncia obras de restauração e preservação do Solar dos Airizes

O prefeito Wladimir Garotinho anunciou, na manhã desta quarta-feira (13), que a Prefeitura vai promover obras de restauração e preservação do Solar dos Airizes, prédio tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1940, localizado em Martins Lage, à margem da BR 356 (Campos-São João da Barra).
O contrato com a empresa Bruta Empreendimentos, que prevê investimentos no valor de R$ 2.991.999,95, foi assinado na tarde dessa terça-feira (12), encaminhado para o setor de Contratos para os registros de praxe e, em sequência, para publicação no Diário Oficial, o que deve ocorrer até a próxima sexta-feira (15). Trata-se de prédio de dois pavimentos, com 45 metros de comprimento, tombado pelo Iphan desde 1940, conforme o registro 177-T-1938, inscrito no Livro de Belas Artes nº 276, de 19 de fevereiro de 1940.
“Mais uma boa notícia para a nossa cidade, desta vez na questão do patrimônio histórico e preservação da nossa história. A Prefeitura finalizou a licitação para início da restauração do Solar dos Airizes. Uma reivindicação muito antiga da comunidade de historiadores e de amantes da história da nossa cidade. Tem uma determinação judicial, inclusive, bem antiga, determinando que isso seja feito, mas nunca havia sido tomada nenhuma providência, e a Prefeitura agora conseguiu finalizar a licitação e, no máximo em 15 dias, será feito o escoramento e a cobertura de todo aquele prédio, para evitar que ainda se deteriore mais e para poder fazer a restauração. Vamos também dar uma destinação depois para aquele prédio, muito provavelmente ele fará parte do projeto Caminhos do Açúcar, que está sendo desenvolvido pelo Consórcio de Municípios, que prevê para o local um Museu da Energia, falando da energia elétrica, sobre álcool, açúcar e petróleo. É mais um motivo de alegria, mais uma notícia boa”, afirmou Wladimir.
O contrato prevê serviços de escoramento, reconstrução do telhado e demais obras de restauração e preservação do prédio histórico, uma construção colonial do século XIX que foi sede de fazenda, em cujo porão elevado abrigava senzala que guarda memórias da história do Brasil. Construído pelo comendador Cláudio do Couto e Souza, o solar foi residência de Alberto Ribeiro Lamego, engenheiro e pesquisador que muito contribuiu para desenvolvimento do setor canavieiro em Campos e no Brasil. O Solar dos Airizes é famoso por ter recebido visitas ilustres, como a do Imperador Dom Pedro II, em 1883.
“A assinatura desse contrato configura um ato emblemático e me considero privilegiado,  como secretário, por ter a oportunidade de assinar esse documento, também com a emoção de cidadão. Cumprimento o prefeito Wladimir Garotinho pela competência administrativa de conseguir esse feito para preservar a história de Campos”, destacou o secretário de Obras e Infraestrutura, Fábio Ribeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *