Polícia Militar e Corpo de Bombeiros realizam ações para controlar aglomerações na final da Libertadores

A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros vão realizar uma força-tarefa para controlar aglomerações e garantir a segurança na final da Libertadores 2020, no Maracanã, no próximo sábado (30/01). O objetivo é auxiliar a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol), responsável pela organização do torneio, assegurando que todas as medidas de proteção e prevenção à pandemia do novo coronavírus sejam cumpridas durante o jogo entre Santos x Palmeiras. 

Com efetivo de 500 agentes, a PM realizará patrulhamento ostensivo no entorno do estádio e intensificará as fiscalizações em pontos de concentração de torcidas na capital. Cerca de 50 policiais militares também farão a segurança dentro do Maracanã. O Corpo de Bombeiros atuará na fiscalização e coordenação de ações de prevenção e também no controle de aglomerações. 

Exames para credenciados

Publicado na semana passada, o decreto que autoriza a realização do evento não permite a presença de público pagante. Apenas pessoas credenciadas pela Conmebol, com limite de até 10% da capacidade do estádio, podem acompanhar a partida. Além disso, os credenciados precisam apresentar exame tipo RT-PCR negativo para Covid-19, realizado no prazo máximo de cinco dias antes da realização do jogo. 

Haverá, ainda, aferição de temperatura para acesso ao Maracanã. O uso de máscara de proteção será obrigatório durante todo o tempo, inclusive, na parte externa do estádio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: