Polícia indicia 14 pessoas por morte de jovem eletrocutado no Riocentro

A Polícia Civil do Rio indiciou 14 pessoas por homicídio com dolo eventual (assumindo o risco de matar) e fraude processual após um jovem morrer eletrocutado durante um festival de música no Riocentro, na Zona Oeste do Rio.

João Vinícius Ferreira Simões, de 25 anos, sofreu um choque ao encostar em um food truck durante uma chuva forte no festival I Wanna Be Tour, na madrugada do dia 10 de março.

Foram indiciados coordenadores e supervisores do evento, organizado pela empresa 30e, eletricistas, proprietários e gestores, além de engenheiros e responsáveis técnicos do Riocentro.

“Nada vai trazer meu filho de volta, mas agradeço muito o trabalho da polícia e espero que a justiça seja feita para que nenhuma mãe passe pelo que eu estou passado. Luto por punição e fiscalização do poder público em eventos”, disse a mãe do jovem, Roberta Ferreira Isaac.

“As empresas são responsáveis pelo público que vai assistir as bandas e têm a obrigação de oferecer um serviço de excelência, porque sem o público que está ali pagando, não há evento”, completou.

Fotos de fios soltos no Riocentro após morte de estudante — Foto: Reprodução/TV Globo

“Os laudos técnicos apontaram para falhas da estrutura do evento. Sem isolamento adequado, fios desencapados e submersos”, disse a delegada Eláine Rosa, titular da 42ª DP (Recreio).

Segundo a delegada, dezenas de pessoas foram ouvidas. “Fizemos perícias no local e uma reconstituição importante pra entender o que levou ao ocorrido”, afirmou.

A fraude processual foi imputada aos contratados da empresa 30e por não terem preservado o local. Horas após a morte de João Vinícius, os food trucks foram retirados do local, e toda a estrutura desmontada.

O fato foi constatado pela mãe da vítima, que foi ao local logo após a morte do filho fotografar pistas que pudesse explicar a morte do jovem.

Os donos do Food Truck não foram indiciados. De acordo com a polícia, a perícia mostrou que as instalações elétricas do caminhão não apresentavam problemas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *