Polícia Federal mira traficantes da Rocinha ligados ao tráfico internacional de armas e de munição

Polícia Federal faz operação no Rio e em São Paulo contra o tráfico de armas e munição para o exterior e outros estados

Traficantes da Rocinha, comunidade em São Conrado, na Zona Sul do Rio, são alvos de uma operação da Polícia Federal (PF) na manhã desta terça-feira, dia 1º. Segundo as investigações, os criminosos são responsáveis pelo tráfico internacional e interestadual de armas de fogo, munição e acessórios, associação para o tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Na ação — nomeada Operação Pneu de Ferro — desta terça, policiais federais cumprem sete mandados de busca e apreensão e cinco mandados de prisão temporária, expedidos pela 7ª Vara Federal Criminal do Rio. Além da capital fluminense, a PF cumpre mandados em São Paulo, onde, até as 8h, quatro pessoas foram presas.

As investigações tiveram início em março de 2019, a partir de apreensões de carregadores de fuzis e acessórios de arma de fogo realizadas no Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão). No local os agentes encontraram 21 carregadores de fuzis AK-47, calibre 7.62, e um de pistola, escondidos dentro de um pneu.

Os policiais identificaram que os materiais apreendidos eram enviados pela organização criminosa investigada, via postal, das cidades de Kissimme, Orlando e Tucson, nos Estados Unidos (EUA), e tinham como destino abastecer facções criminosas de atuação nacional.

A PF contou com o apoio da Receita Federal e com a Agência de Investigações de Segurança Interna dos EUA (ICE Homeland Security Investigations), através de seus adidos na Embaixada dos EUA, em Brasília, e nas cidades de Tucson e Miami, nos EUA.

A partir de informações repassadas pela PF às autoridades norte-americanas, deu-se início uma investigação também naquele país, o que resultou em diversas apreensões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: