fbpx

Polícia faz buscas por meninos desaparecidos em Belford Roxo

A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) realiza, nesta segunda-feira (26), uma operação no Complexo do Castelar, em Belford Roxo, para conseguir informações que levem até o paradeiro dos meninos Lucas Matheus, de 9 anos, e Alexandre Silva, 11, e Fernando Henrique, 12, desaparecidos desde dezembro do ano passado.

A operação é em decorrência de denúncias e conta com o apoio de cães farejadores do Corpo de Bombeiros.

De acordo com a Polícia Civil, até o início da tarde os agentes já tinham apreendido drogas, armas, material da contabilidade do tráfico e munições. Um carro roubado foi recuperado. Toda a apreensão é levada para a sede da DHBF, que fica perto do Castellar. 


O desaparecimento dos três meninos completa sete meses nesta terça-feira (27). Os amigos tinham acabado de sair de casa e seguiam para uma feira no bairro Areia Branca, também em Belford Roxo. Eles foram vistos pela última vez caminhando por uma rua do bairro. 

Familiares das crianças reclamam da demora por respostas sobre o paradeiro delas. As famílias já estiveram várias vezes na sede da DHBF e alegam que o delegado que investiga o caso diz que o alto número de denúncias falsas dificulta as investigações. A Polícia Civil atribui ao tráfico de drogas do Castellar a responsabilidade pelo desaparecimentos dos meninos.

Na semana passada, a Polícia Militar prendeu um homem suspeito de envolvimento no sumiço dos três amigos.  Erick Faria de Paula,  conhecido como ‘Rabicó’ foi detido por policiais do 39° BPM (Belford Roxo). A DHBF diz que o nome dele não consta no inquérito que investiga o desaparecimento dos meninos, mas não descarta a hipótese dele ter ajudado os responsáveis direto. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: