Polícia e MPRJ fazem operação contra milicianos que atuam em construções irregulares na Zona Oeste

A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais (Draco), e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Rio de (MPRJ), realizam uma operação, nesta quarta-feira, para cumprimento de 14 mandados de busca e apreensão contra milicianos que promovem loteamentos e construções irregulares em Campo Grande, na Zona Oeste da cidade. De acordo com as investigações, a organização criminosa também é acusada de corrupção, furto de energia elétrica, ameaças, esbulho possessório e crimes ambientais.

A investigação começou a partir de denúncias sobre o avanço da milícia no Parque Estadual do Mendanha, com construções erguidas por meio de ameaças e propinas, e após fiscalizações realizadas pela Secretaria de Estado do Ambiente. Por meio de imagens de satélite, os agentes também constataram a intensa degradação ambiental nas áreas investigadas, o crescimento das construções e dos loteamentos clandestinos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: