Polícia dispersa bloco clandestino na Baixada Fluminense

A Polícia Militar dispersou, na noite desta quinta-feira (11), um bloco não autorizado em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Também houve aglomeração de foliões em Magé, mas ali não houve tumulto. No Rio, a prefeitura implantou pontos de bloqueio para barrar ônibus e vans de fretamento. O município também está monitorando redes sociais para impedir a realização de festas.

Gás lacrimogêneo em Austin

A confusão em Nova Iguaçu foi em Austin. Segundo testemunhas, foliões que sairiam em um bloco cancelado combinaram de se reunir em bares. Alguns estabelecimentos não quiseram recebê-los e fecharam. “Aí todo mundo foi para um canto só”, disse um.

Com a chegada da polícia, pessoas fantasiadas passaram a correr pelas ruas. Policiais militares usaram gás lacrimogêneo para dispersar a aglomeração. Até a última atualização desta reportagem, não havia informações sobre presos.

Bloco ‘livre’ em Magé

A concentração de pessoas em Magé começou por volta das 23h, no Centro da cidade, perto da prefeitura — ninguém de máscara.

“Olha essa loucura! Parece carnaval 2019, mas não é. É bloco das piranhas em Magé, 2021, no meio de uma pandemia”, disse a pessoa que fez um vídeo da festa.

Rio endurece vigilância

Na capital, entrou em vigor no primeiro minuto desta sexta-feira (12) o pacote de medidas para coibir aglomerações. Uma delas é a implantação de pontos de bloqueio para barrar ônibus e vans fretados:

  • Av. das Américas, antes do Túnel da Grota Funda, no sentido Barra, em Guaratiba;
  • Linha Amarela, Saída 4, no sentido Barra, em Pilares;
  • Transolímpica;
  • Trevo das Missões, em Cordovil.

O secretário de Ordem Pública, Brenno Carnevale, não descartou a possibilidade de restrições no trânsito da cidade durante o carnaval.

Outras medidas anunciadas:

  • Detecção e notificação prévia de eventos clandestinos
  • Fiscalização de eventos e aglomerações
  • Autuações posteriores à realização de eventos
  • Monitoramento de câmeras 24 horas a partir do Centro de Operações
  • Agentes da Secretaria de Ordem Pública e da Vigilância Sanitária poderão apreender produtos e equipamentos, como aparelhagem de som, instrumentos e estruturas para realização de festas e shows
  • O material apreendido vai ser levado para um depósito em Bonsucesso, na Zona Norte. Os veículos rebocados vão para o Depósito Público no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste.

Anúncio de festas com camarotes de R$ 10 mil

Inúmeros anúncios de festas começaram a ser divulgados na internet — alguns com ingressos a R$ 10 mil. Apesar disso, a Prefeitura do Rio prometeu ser rigorosa na fiscalização.

“Nós estamos notificando plataformas de venda de ingressos no sentido de que são irregulares. Essas empresas estão sendo mapeadas e notificadas”, disse Carnevalle.

Continua permitido:

  • Frequentar bares e restaurantes
  • Frequentar praias, parques, áreas de lazer e locais ao ar livre
  • Frequentar shoppings e comércio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: