Piloto alemã da F3 que fraturou a coluna não vai ficar paralítica

De acordo com informações divulgadas pela equipe Van Amersfoort Racing, não há riscos de paralisia para a piloto alemã Sophia Floersch, que sofreu um fortíssimo acidente durante o GP de Macau de Fórmula 3, no último domingo.

Floersch, de 17 anos, teve fratura na sétima vértebra cervical e foi submetida nesta segunda-feira a uma cirurgia de 11 horas, na qual os médicos procederam com muito cuidado para não afetar a medula. Depois do procedimento, o estado de Sophia é bom e a cirurgia foi considerada um sucesso.

– Tudo está funcionando e tudo está em ordem. A paralisia era o grande temor, e foi por isso que a operação teve de ser feita porque havia o perigo de que sua medula espinhal pudesse ser danificada. Estamos extremamente felizes por ela estar se recuperando e tudo correu muito bem. Não há medo de paralisia alguma – disse Frits van Amersfoort, dono da equipe, à TV inglesa BBC.

O acidente

Sophie Floersch não conseguiu desviar do carro de Jehan Deravula, que freou mais cedo do que o habitual por causa de uma bandeira amarela, segundo comentou o piloto Guan Yu Zhou, e ficou com o carro desgovernado. Em seguida, o carro de Floersch decolou sobre o de Sho Tsuboi e voou sobre o alambrado acima da barreira de pneus. Houve ainda um choque com um posto de fotógrafos.

Floersch teve fratura na espinha, enquanto Sho Tsuboi foi internado com dor lombar e será submetido a mais exames. O fiscal Chan Cha In sofreu uma laceração do rosto, abrasão da parede do abdome superior e mandíbula fraturada. O fotógrafo Chan Weng Wang sofreu uma laceração do fígado e está sendo observado no hospital, enquanto o colega fotógrafo, Hiroyuki Minami, sofreu uma concussão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: