PIB do Japão cresce no 4º trimestre, mas tomba 4,8% em 2020

A economia japonesa encolheu 4,8% no ano de 2020, segundo dados oficiais preliminares divulgados nesta segunda-feira (15). Foi a primeira retração desde a crise financeira de 2009.

Apesar da retração anual, o Produto Interno Bruto (PIB) do Japão registrou crescimento de 3% no 4º trimestre, na comparação com o 3º trimestre.

Em termos anualizados, a terceira maior economia do mundo avançou a um ritmo de 12,7% entre outubro e dezembro, marcando o segundo trimestre consecutivo de crescimento, em meio a uma recuperação da recessão causada pela pandemia na primeira metade de 2020. O resultado superou a previsão média de 9,5% do mercado.

Com dois trimestres seguidos de crescimento forte, a economia do Japão provavelmente recuperou 90% das perdas induzidas pela pandemia, segundo analistas.

Ações atingem máximas de mais de 30 anos

As ações japonesas subiram nesta segunda-feira, fechando em máximas de mais de 30 anos, devido às crescentes expectativas de uma recuperação nos ganhos corporativos e no crescimento econômico.

O índice Nikkei terminou em alta de 1,91%, a 30.084,15 pontos, retomando o nível psicologicamente importante de 30.000 pela primeira vez desde agosto de 1990.

O Japão deve começar a vacinação contra o coronavírus esta semana, o que também está sustentando os preços das ações.

Na avaliação de Junichi Makino, economista-chefe da SMBC Nikko Securities, embora a economia possa sofrer um novo revés no primeiro trimestre de 2021, uma recuperação gradual é esperada conforme as economias estrangeiras voltem ao normal e o estado de emergência provavelmente acabe no próximo mês.

“Com a pandemia de coronavírus sendo contida, o fim do estado de emergência e o lançamento da vacina, a economia japonesa deve começar a se recuperar, voltando ao normal, a partir do trimestre abril-junho”, disse.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) projeta uma alta de 3,1% no PIB do Japão em 2021.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: