Pesquisa aponta que 55,8% acreditam que Bolsonaro sabia de possíveis esquemas de corrupção na Saúde

Um levantamento realizado pelo instituto Paraná Pesquisas mediu o percentual de pessoas que acreditam que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ‘sabia’ de possíveis irregularidades que haviam no Ministério da Saúde. Conforme apontou a pesquisa, 55,8% dos brasileiros creem que o chefe do executivo tinha conhecimento de corrupção na pasta.

Entre os que acreditam que o presidente ‘não sabia’ das supostas negociatas, soma-se 28,8% da população. Outros 15,4% dos entrevistados não opinaram.

A pesquisa, de âmbito nacional, ocorreu logo após a revelação dos irmãos Miranda sobre possíveis casos de corrupção na pasta da Saúde e os depoimentos na CPI da Covid, onde o cabo da Polícia Militar de Minas Gerais, Luiz Paulo Dominguetti, revelou que um diretor de Eduardo Pazuello pediu propina para a assinatura de um contrato de negociação de vacinas contra o novo coronavírus.

Após dias sem se manifestar sobre o caso, Bolsonaro admitiu que foi alertado pelo deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) sobre esquemas no Ministério da Saúde, mas alegou que ‘passou o caso à Pazuello‘. Após abertura de inquérito da Polícia Federal, o Supremo Tribunal Federal (STF) transformou o presidente em investigado pelo crime de prevaricação.

O levantamento entrevistou 2.006 brasileiros entre os dias 5 e 8 de julho. Os participantes integram todas as 27 unidades federativas. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: