Patrulha Maria da Penha da PM completa três anos com mais de 130 mil atendimentos e 440 prisões

A Patrulha Maria da Penha, da Polícia Militar do RJ, está completando três anos nesta sexta-feira (5). O programa dá assistência a mulheres vítimas de violência doméstica. Nesse tempo, mais de 130 mil mulheres foram atendidas pelo programa.

Patrulha Maria da Penha – 3 anos

  • 133 mil atendimentos
  • 441 prisões de infratores
  • 36 mil mulheres cadastradas que recebem atendimento continuado
  • 45 equipes especializadas trabalhando na prevenção da violência contra a mulher

A coordenadora do programa, a tenente-coronel Cláudia Moraes destacou a importância da Patrulha Maria da Penha no apoio a mulheres vítimas de violência doméstica.

“Esse atendimento é importante porque muitas mulheres que recebem medida protetiva não sabem se autor vai cumprir a medida, se não vai sofrer nova agressão, nova violência. A patrulha quando faz acompanhamento com mulheres leva mais segurança para elas e sinaliza para o autor de violência que essa mulher não está sozinha. E que se tentar descumprir essa medida protetiva, ele seguramente será preso. Ao longo desse período já foram presos mais de 400 autores de violência, a maior parte em flagrante descumprimento de medida protetiva. É muito importante que as mulheres aceitem esse acompanhamento e denunciem”, disse a tenente-coronel Cláudia.

Para celebrar o aniversário, a Patrulha Maria da Penha está recebendo nesta sexta-feira (5), 14 novas viaturas blindadas, que vão atender principalmente locais de difícil acesso no interior do estado. Também serão realizados cursos de capacitação voltados para os operadores do serviço 190, para melhorar o atendimento em casos de denúncia contra a mulher.

No domingo (7), a Lei Maria da Penha completa 16 anos de existência. A lei foi instituída para coibir atos de violência física, patrimonial, sexual e moral contra a mulher. E possibilitou também punições mais severas aplicadas aos agressores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.