fbpx

Passagem mais barata em Petrópolis

O usuário do transporte público em Petrópolis teve um alívio no bolso a partir deste domingo (1): a passagem que custava R$ 4,40 passa a custar R$ 4,20. A medida entra em vigor a partir de 00h01. A redução de 20 centavos na tarifa de ônibus, anunciada no dia 16 pelo governo interino, segue na contramão do que vem ocorrendo em outros municípios e é resultado de um esforço que vem sendo realizado desde o início do ano pelo governo municipal para garantir melhorias no serviço público para a população. Além da redução da passagem, o executivo ainda conseguiu, por meio de termo de compromisso assinado pelas empresas, o retorno de 100% da frota de ônibus nas linhas troncais, nos horários de pico.

“A redução da passagem e o retorno de 100% nos horários de maior demanda será um alívio para o trabalhador que depende do transporte público. Desde o início da nossa gestão estamos cobrando mudanças para garantir a melhoria do sistema de transporte, atendendo as necessidades da população. Toda a discussão estava judicializada, o que vinha dificultando soluções imediatas, mas agora conseguimos esta vitória, dando este retorno ao usuário do transporte público”, explicou o governo interino.

Para quem depende do ônibus para se deslocar, a notícia da redução da tarifa de ônibus chegou em boa hora. Para o Hugo Juliander, que é motorista de aplicativo, a redução “vai fazer uma enorme diferença”. “Porque a gente utiliza o transporte público direto. Então, ao final do mês, vai ser uma economia significativa. Dá para juntar o dinheiro, programar, porque hoje as coisas estão muito caras”, avaliou.

O Valdeir de Souza, pedreiro, já pensa no que fazer com o dinheiro que sobrar no fim do mês. “A notícia é maravilhosa. Porque tudo o que a gente puder ter de benefício para ajudar a gente é uma beleza, porque as coisas só aumentam. Fui lá no mercado e o dinheiro não dá pra comprar nada. Tem que ter um bom dinheiro para fazer uma compra. Agora, você coloca esse valor de cada passagem. Igual meu irmão. Ele pega quatro ônibus por dia, veja bem quanto que fica, quanto que dá no final do mês. Dá uma diferença danada, dá pra ajudar em outras coisas. Se você juntar o mês todo, 20 centavos, meu Deus do céu. Vai longe, não vai?”, disse.

Para viabilizar a mudança que entra em vigor neste domingo foi necessária pressão do governo municipal, já que uma decisão judicial determinava, desde o fim do ano passado, pagamento de subsídio às empresas, em decorrência de alegado desequilíbrio financeiro durante a pandemia. Apesar da ordem judicial, o governo municipal se negava a fazer o pagamento sem a garantia de melhorias no sistema, em benefício da população. Além disso, o município também cobra o pagamento de valores devidos pelas empresas – que somam, hoje, cerca de R$ 18 milhões, apenas com ISS. O governo municipal busca receber os valores também na justiça.

“Essa contrapartida (redução do valor da passagem e retorno da frota) segue na contramão do que fizeram tantos outros municípios, que foram obrigados a subsidiar o transporte público no contexto da pandemia da Covid-19 e não tiveram qualquer tipo de melhoria no sistema. Em alguns, inclusive, houve ou há discussão para aumento da tarifa”, destaca o governo interino.

Linha de ônibus de Petrópolis (RJ) tem aumento na demanda e empresa amplia  número de viagens

Fiscalização

Para garantir que a oferta de ônibus acordada na justiça, a Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes – CPTrans irá intensificar a fiscalização. “Atuaremos nas ruas e nos terminais rodoviários ao longo de todo o dia, em especial nos horários que devem contar com o retorno de 100% das linhas troncais”, afirmou o diretor-presidente da CPTrans.

Segundo o procurador geral do município a partir deste domingo, a operação deve ser com 100% da frota nas linhas troncais nos horários de pico. “as empresas tiveram o prazo desde a assinatura do acordo para se readequar, contratando rodoviários para garantir o retorno das linhas e horários que deixaram de operar”, ressaltou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: