Para Mourão, CPI da Covid precisa falar de ações econômicas e sociais

O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou nesta sexta-feira (28) a jornalistas em Brasília que considera desorganizada a CPI da Covid, instalada no Senado Federal há cerca de um mês. E sugeriu outro modelo de atuação para a comissão.

“O objetivo da CPI qual é? Avaliar as ações do governo no combate à pandemia. Não ação do presidente. Então, são três setores: um, saúde. Vamos ver o que foi feito para minorar os efeitos da doença. Dois, setor da economia. O que ocorreu para mitigar os efeitos do lockdown. E número três, social. O que foi feito para auxiliar as pessoas que estavam em situação de dificuldade”, opinou o general da reserva do Exército.

Segundo ele, só focando os três pontos a comissão pode ter um resultado aceitável. “Eu acho que se ela se organizar dentro disso, aí chegará a um resultado, um relatório, vamos dizer assim, descente e honesto.”

Situação de Pazuello

Após passar a semana defendendo a punição ao ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, Mourão desconversou sobre a possível pena que deve ser imposta.

No último fim de semana, Pazuello participou de um ato no Rio de Janeiro ao lado do presidente da República, Jair Bolsonaro. Pelas regras das Forças Armadas, miitares não podem comparecer a manifestações políticas.

Para o vice-presidente, a punição depende de quem vai avaliar a situação de Pazuello. “Além disso, eu sou um general do Exército 4 estrelas da reserva, qualquer comentário meu também é algo que vai perturbar a decisão que tem que ser tomada”, explicou.

Na quinta-feira (27), no entanto, ele abertamente pediu a punição: “A regra tem que ser aplicada para evitar que a anarquia se instaure dentro das Forças”, disse na ocasião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: