Paes monta equipe com 20 técnicos e políticos para a prefeitura; secretariado é maior que o de Crivella

Com a escolha do delegado da Polícia Civil Brenno Carnevale para a Secretaria de Ordem Pública, realizada nesta sexta-feira, o prefeito eleito Eduardo Paes (DEM) já elegeu 20 secretários para seu próximo governo. A quantidade supera o número de pastas da gestão Marcelo Crivella, que tem 15. Apesar da dificuldade fiscal enfrentada pelo município, o futuro titular da Fazenda, deputado Pedro Paulo (DEM), diz que a quantidade de secretarias se torna menos relevante diante do enxugamento planejado para a máquina, que mira 40% de cargos comissionados e do segundo escalão.

— O que importa é o todo, o custo total da máquina. Importa menos o número exato de secretarias. Posso botar 20, 22 e o custo total ser menor. Posso cortar cargos comissionados, diminuir cargos de segundo escalão — afirmou Pedro Paulo, que também citou a regulamentação de teletrabalho e o corte de aluguel como outras medidas possíveis para reduzir custos.

 

Dentre os 20 secretários já escolhidos, sete podem ser considerados indicações técnicas, como a secretária de Transportes, Maína Celidônio. Quatro são indicação política da base aliada, como Cristiano Beraldo, que assume a pasta de Turismo após ter tido o nome sugerido pelo PSDB. Nove titulares são aliados do prefeito eleito de longa data — alguns têm ligação pessoal e já fizeram parte da primeira gestão de Paes, e outros são também filiados ao DEM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito