fbpx

Pacheco rejeita pedido de impeachment de Bolsonaro contra Alexandre de Moraes

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), anunciou nesta quarta-feira (25) que vai rejeitar o pedido de impeachment apresentado pelo presidente Jair Bolsonaro contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

“O Estado Democrático de Direito exige a obediência a este princípio da legalidade, para que só se instaure um processo desta natureza quando haja efetivamente justa causa e um fato que possa se adequar à Lei 1.079”, disse Pacheco, que acolheu um parecer da Advocacia-Geral do Senado Federal.

O senador também apelou para o fato de que a separação dos poderes deve ser garantida e que ocorra de maneira harmoniosa, abrindo uma oportunidade para a retomada do diálogo entre os poderes.

“Quero acreditar que esta decisão que define por parte do Senado Federal e de sua presidência este pedido de impeachment possa constituir um marco de restabelecimento das relações entre os poderes, da união nacional que tanto reclamamos e pedimos”, continuou Pacheco, que não respondeu a jornalistas.

O pedido, apresentado na última sexta-feira (20) é assinado unicamente por Jair Bolsonaro. No texto, escrito em primeira pessoa, o presidente alega que Alexandre cometeu crime de responsabilidade e, por isso, deveria ser afastado. A manobra gerou uma onda de repercussão negativa, e o STF se uniu em apoio a Moraes, assim como o Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O pedido de impeachment de Moraes – assim como um eventual pedido semelhante ao ministro Luís Roberto Barroso – é uma das investidas mais recentes do presidente Jair Bolsonaro contra o poder Judiciário, que deve ser o principal alvo das manifestações convocadas por bolsonaristas para 7 de setembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: