OMS fecha acordo com empresa brasileira para produzir 4 milhões de testes Covid

A Unitaid, agência que pertence à Organização Mundial da Saúde (OMS), assinou um acordo com um laboratório brasileiro para a produção de testes rápidos da Covid-19, de alta qualidade, que serão distribuídos na América Latina e na África.

Em entrevista à CNN nesta segunda-feira (19), Draurio Barreira, que é médico sanitarista e gerente técnico da Unitaid, reforçou a importância da medida.

“É um projeto importante para dar autonomia ao Brasil e à América Latina, para fornecer um quantitativo necessário de testagem ao país e região, para poder prevenir a doença”, disse.

Ele reforçou que o combate à Covid-19 passa por “detectar os casos e isolá-los, sem instrumentos de diagnóstico fica difícil o controle da pandemia.”

Inicialmente, a Wama Diagnóstica, que tem base na cidade de São Carlos, em São Paulo, deve iniciar a produção com 50 mil testes, com a projeção de chegar a 4 milhões mensais.

Segundo Draurio, eles serão de baixo custo, de até 2 dólares por teste. O sanitarista destacou que a transferência de tecnologia começará a ser realizada com a empresa – que assinou o acordo após vencer licitação – e que há protocolos a serem seguidos.

“Tudo passa pela aprovação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), pode levar alguns meses até que sejam validados, mas a expectativa é de que até o final do ano ou começo de 2022 os testes estejam disponíveis”, completou o médico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: