OMS aprova o uso emergencial da vacina Coronavac

A OMS (Organização Mundial da Saúde) aprovou nesta 3ª feira (1º.jun.2021) o uso emergencial da Coronavac. Com a aprovação pelo órgão, a vacina chinesa pode ser utilizada e distribuída por mecanismos como a Covax Facility, iniciativa da OMS para a democratização do acesso a imunizantes contra a covid-19.

A Coronavac é produzida no Brasil pelo Instituto Butantan, em parceria com o laboratório chinês Sinovac. A avaliação pela OMS deveria ter terminado em abril, mas o órgão pediu mais informações, o que estendeu o período de avaliação.

A OMS recomenda a vacina para adultos em esquema de duas doses, como é aplicada no Brasil no momento. Não há idade limite para a recomendação pela agência, apesar de estudo recente ter indicado que a eficácia é menor em pessoas maiores de 70 anos.

Além da maior distribuição, a aprovação pela OMS deve facilitar a entrada de viajantes brasileiros em locais como a Europa. Os países adeptos de medidas restritivas para a vacinação, como o “passaporte de imunidade“, agora devem aceitar aqueles imunizados com a coronavac.

A vacina produzida pelo Butantan tem eficácia geral de 50,7% contra a covid-19. Com intervalo maior, a eficácia vai a 62,3%, segundo os estudos clínicos realizados.

A coronavac é aplicada no Brasil desde janeiro deste ano. Por mais de 3 meses, foi o principal imunizante utilizada no PNI (Programa Nacional de Imunização). Mas em maio, a AstraZeneca passou a coronavac e torna-se vacina mais usada no mês, como mostrado pelo Poder360.

No domingo (30.mai), um estudo feito na cidade de Serrana, no interior de São Paulo, foi divulgado e indicou que com 75% da população vacinada, a pandemia pode ser controlada. Ele mostra que a vacinação com o imunizante do Butantan nesse percentual da população, faz com que as mortes por covid-19 caiam 95%. A cidade tem 45 mil habitantes e foi escolhida pelo Instituto Butantan pelo alto índice de contágio em 2020.

O governador João Doria usou a sua conta no Twitter para comemorar a decisão da Organização Mundial da Saúde.

A OMS aprovou o uso emergencial da coronavac. É o reconhecimento global da segurança e eficácia da vacina do Butantan no combate à Covid-19. Ela passa a fazer parte do consórcio internacional de vacinas e abre caminho para que outros países aceitem pessoas imunizadas com a coronavac“, escreveu o governador de São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: