O vôlei nas Olimpíadas

Ao se acostumar ao topo, a cobrança é inevitável. Quando a bola subir pela primeira vez na Arena Ariake, nos dois naipes, o Brasil jogará suas chances sobre a mesa mais uma vez como favorito. Nas Olimpíadas de Tóquio, o país terá no vôlei, mais uma vez, uma de suas maiores esperanças de medalhas na competição. No masculino, o time de Renan Dal Zotto tentará o quarto ouro olímpico, o segundo em sequência. No feminino, a seleção de José Roberto Guimarães terá a chance de retomar o alto do pódio em busca do tri. Neste guia, o ge apresenta todos os detalhes sobre a disputa no Japão.

A seleção masculina chega a Tóquio como a principal candidata ao título. Com um dos melhores elencos do mundo, os atuais campeões olímpicos mostraram força ao levarem o troféu na Liga das Nações no último mês. Por outro lado, ainda que apareça menos cotado nas apostas, o time feminino também está na briga.

A seleção de Renan Dal Zotto entra em quadra na próxima sexta, contra a Tunísia, às 23h05. O time de Zé Roberto, por sua vez, encara a Coreia do Sul na estreia, no domingo, às 21h05. Confira tudo o que você precisa saber sobre o vôlei nas Olimpíadas de Tóquio.

A SELEÇÃO MASCULINA

Brasil campeão da Liga das Nações - Divulgação/FIVB
Brasil campeão da Liga das Nações

A equipe de Renan Dal Zotto chega a Tóquio como a grande favorita ao ouro. Após manter a base campeã olímpica e buscar novos nomes para fortalecer ainda mais o time, o técnico montou, talvez, o melhor grupo do vôlei mundial. Liderado por Bruninho, Lucarelli e Leal, o Brasil terá a missão de traduzir sua força em mais uma conquista olímpica. No último desafio antes das Olimpíadas, saiu da fila e conquistou a Liga das Nações pela primeira vez.

Time base: Bruninho, Wallace, Lucão, Maurício Souza, Leal e Lucarelli. Líbero: Thales.
Reservas: Cachopa, Alan, Isac, Douglas Souza e Maurício Borges.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: