“O povo vai empossar próximo presidente”, afirma Lula

O ex-presidente Lula (PT) disse, em entrevista à rádio Jovem Pan de Aracaju na manhã desta 3ª feira (20.jul.21), que o povo vai empossar o presidente eleito em 2022. “Pare de ser estúpido. Ninguém quer receber a faixa de você. Pode deixar que o povo vai empossar o presidente eleito em 2022. E não será você”, afirmou.

O petista voltou a criticar o voto impresso, recurso defendido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para as próximas eleições. Na 2ª feira (19.jul.2021), o chefe do Executivo afirmou que “eleições não auditáveis” serão o mesmo que fraude.

O ex-presidente Lula comentou ainda sobre a chamada 3ª via. Segundo o petista, todos os partidos políticos deveriam lançar os próprios candidatos a presidente nas próximas eleições para que testassem a “força” e a popularidade da sigla.

“A 3ª via é uma invenção dos partidos que não tem candidato. Não adianta as pessoas inventarem que tem uma disputa entre dois opostos.Não tem essa radicalização, não tem essa polarização. O que está acontecendo é que de um lado tem a democracia e de outro lado o fascismo”, disse Lula em entrevista.

Pesquisa PoderData, divulgada no dia 7 de julho, mostrou que Lula (PT) abriu sua maior vantagem contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em uma possível disputa nas eleições de 2022. O ex-presidente concentra agora 43% das intenções de voto, contra 29% de Bolsonaro.

REFORMA POLÍTICA

Ainda de acordo com o ex-presidente, o Brasil não discute reforma política porque o “congresso não quer”. Lula disse que cada partido virou uma “cooperativa de deputados” para repartir o fundo partidário e eleitoral e que, por isso, não há interesse em mudar o sistema político atual.

“Não acontece reforma porque a classe política não quer. Quem está legislando atualmente não quer. (…) Não é papel do Presidente da República fazer a reforma política. A reforma política é um papel dos partidos políticos”, disse.

O ex-presidente afirmou também que se dependesse dele, o Brasil teria no máximo apenas 4 partidos políticos grandes porque com poucos partidos é possível fazer uma coalizão partidária, isto é, realizar uma aliança em função do bem comum.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: