Número de pacientes em UTI sobe 40,8% no mês, e SP bate recorde de internações

O estado de São Paulo registrou desde o início do mês um aumento de 40,8% no número de internações por coronavírus nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Segundo dados do boletim epidemiológico do governo, são 10.244 leitos ocupados até o domingo (14). Em 1º de março, o estado tinha 7.276 pessoas na UTI.

O número de vagas ocupadas nas enfermarias também é recorde: 13.382. No total, são 23.626 (UTI + enfermaria) pessoas internadas em toda a rede hospitalar atualmente. O boletim apontava para um total de 15.977 pessoas em 1º de março.

Números crescentes

Já são 16 dias seguidos de recordes. A escalada ocorre desde o dia 27 de fevereiro quando, na época, havia 15.517 internados nos hospitais do estado.

Anteriormente, o recorde foi registrado em 14 de julho de 2020, no auge da primeira onda da pandemia da Covid-19 em São Paulo. Naquele dia, 15.289 pessoas estavam internadas, sendo 9.116 em enfermaria e 6.173 em UTI.

A ocupação dos leitos de UTI no estado também é uma crescente. Nesse domingo (14), o estado de São Paulo atingiu o seu pico no índice: 88,4% – a maior registrada até então.
Na Grande SP não é diferente. Com 90% da ocupação dos leitos de UTI, a região atingiu o seu pico. A taxa só foi superior a essa em 17 de maio, com 92,20%.

Até este domingo, 2.202.983 pessoas tiveram o diagnóstico positivo da Covid-19, com 64.123 mortes pela doença. De acordo com dados do governo do estado, uma nova morte pelo coronavírus é registrada a cada cinco minutos neste momento da pandemia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: