fbpx

Novos testes rápidos são eficazes, diz UFRJ

Análises realizadas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) mostram que os novos testes rápidos de antígenos para detecção do coronavírus têm potencial para facilitar a retomada da economia, a volta às aulas e ajudar a conter a progressão da pandemia. Eles identificam proteínas do próprio Sars-CoV-2 em minutos e são uma alternativa mais simples ao mais demorado e custoso RT-PCR, o padrão ouro para detectar a infecção.

Unindo testes e estudos:  Centro da UFRJ é referência na pesquisa da Covid-19

Os testes rápidos de antígenos começam a chegar ao Brasil e alguns já têm a aprovação da Anvisa. Apresentam resultados em cerca de 15 minutos e oferecem 90% de sensibilidade para detectar positivos e 100% para negativos, se comparados ao RT-PCR, segundo pesquisadores da UFRJ.Os novos testes rápidos de antígenos para detecção do coronavírus Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: