Nova unidade da PM ganha espaço próprio na Tijuca, Zona Norte do Rio

Unidade criada há pouco mais de um ano e meio para integrar o Comando de Policiamento Especializado da Polícia Militar do Rio de Janeiro, o Recom (Rondas Especiais e Controle de Multidões) ganhou novo espaço a partir de sexta-feira (14/08): uma área de 1,9 mil metros quadrados na Avenida Heitor Beltrão, na Tijuca (Zona Norte do Rio), num terreno que pertencia à RioTrilhos.

O governador Wilson Witzel participou da solenidade de abertura oficial do espaço, ao lado dos secretários de Estado da Polícia Militar, Coronel Rogério Figueredo; de Transportes, Delmo Pinho; e de Vitimados, Priscilla Barletta. No evento, estavam também os deputados estaduais Rodrigo Amorim, Alexandre Knoploch e Jorge Felippe Neto e o deputado federal Sargento Gurgel.

– Quero parabenizar a chegada desta tropa de elite para atuar em áreas distintas: em áreas conflagradas nas comunidades e nas vias expressas, em apoio aos batalhões– afirmou o governador.

Witzel lembrou ainda, em seu discurso, o avanço na política de segurança pública no estado:

– Estamos no caminho certo, muitos querem ser os entendidos em segurança pública, mas fui o único governador que teve a coragem de acabar com a politicagem na segurança pública, extinguindo uma secretaria inútil com 800 cargos e dinheiro que estava saindo pela janela, dando à PM o status de Secretaria de Polícia Militar, dando a Polícia Civil o status de Secretaria. É a independência da PM e da Polícia Civil. E o resultado: são mais de 600 milicianos presos, 15 mil criminosos presos e o sistema penitenciário funcionando redondinho, porque dentro da penitenciária resgatamos vidas, mas não estamos dando vida fácil para nenhum marginal – disse.

Criado em dezembro de 2018, no fim da gestão da intervenção federal na área de segurança pública do Estado, o Recom, já a partir dos primeiros meses de 2019, o Recom desempenhou papel fundamental na estratégia da atual gestão da Secretaria de Estado de Polícia Militar para reduzir a criminalidade. 

Para viabilizar essa estratégia, foi ampliada a capacidade operacional do Recom. O número de grupamentos para emprego diário subiu de seis para 12, sendo que cada grupamento conta com duas viaturas e oito policiais. A frota de veículos da unidade foi renovada e reforçada, com configuração visual adequada.

O Recom vai dar prioridade ao reforço no patrulhamento de vias expressas e dos principais corredores viários do estado, especialmente na Região Metropolitana. Hoje, o Recom atua na BR-101, Linha Vermelha, Linha Amarela, Duque de Caxias, Mesquita, São João de Meriti, Rocha Miranda, Irajá, Méier, Tijuca, Praça Seca e Ilha do Governador. De acordo com dados da PM, houve redução média de 35% nos índices criminais nas áreas críticas no primeiro semestre na comparação com o mesmo período do ano passado.

– Com o novo quartel, nossa tropa terá mais capacidade para realizar treinamento e passará a contar com melhores condições de trabalho para desempenhar sua missão. Essa inauguração representa o reconhecimento ao trabalho que temos realizado – afirmou o comandante do Recom, coronel Marcelo Moreira Malheiros. 

 

Como resultado dessa ação integrada, com batalhões de área e unidades especiais, os indicadores criminais mais impactantes no Estado, tanto de crimes contra a vida como crimes contra o patrimônio, estão em trajetória de queda expressiva e contínua. Desde o início do ano passado, os números do Instituto de Segurança Pública (ISP) revelam mensalmente reduções dos índices de homicídio, latrocínio e roubos de rua, de veículos e de carga.

 

– Esta cerimônia de inauguração representa um reconhecimento ao fantástico trabalho desenvolvido pelos nossos bravos policiais militares do Recom. Trata-se de uma unidade com DNA muito singular, talvez não haja similar no país. A tropa possui duas expertises muito específicas: são capacitados para operar em rondas motorizadas e também em manifestações populares que são muito comuns no nosso estado – afirmou o secretário de Polícia Militar, Rogério Figueredo.

Os policiais do Recom são todos voluntários e passam por treinamento contínuo, tendo como matriz doutrinária a Rota (Rondas Ostensivas Tobias Aguiar), da Polícia Militar de São Paulo; e a Rotam (Rondas Ostensivas Táticas) da Polícia Militar de Goiás. As duas unidades transformaram-se em referência nas ações de rondas ostensivas táticas.

– Hoje, com o nosso Recom estruturado, a Polícia Militar Rio de Janeiro tem mais uma tropa altamente especializada e muito aguerrida para vencer o nosso desafio diário de servir e proteger a sociedade – finalizou o coronel Malheiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito