No Rio, só Romário poderá ter Bolsonaro no material de campanha

O TSE acabou com todas as dúvidas: as chapas ao governo poderão ter mais de um candidato ao Senado. Mas quem optar por esse caminho vai encontrar alguns percalços. Os aspiras só poderão contar com os recursos, cada um, dos respectivos partidos. Na prática, isso significa, por exemplo, que Romário poderá não ter o tempo de TV das outras legendas aliadas a Castro. E Daniel Silveira, por outro lado, não poderá estampar em seu material a imagem de Jair Bolsonaro — reservada exclusivamente ao Baixinho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.