Niterói: Obras de restauração do guarda-corpo da Praia de Icaraí avançam

Na manhã desta quinta-feira (22), o prefeito de Niterói, Axel Grael, esteve em Icaraí com uma comitiva para vistoriar as obras de restauração do guarda-corpo que vai entre a Praia de Icaraí, na altura da Pedra de Itapuca, até a Praia da Boa Viagem. A Prefeitura de Niterói já substituiu 20 metros do guarda-corpo do calçadão da Praia de Icaraí pelo novo modelo, feito de material anticorrosivo e sustentável. A previsão é que, até o fim do mês, mais 180 metros estejam prontos. A obra, que está orçada em R$ 3.860 milhões, substituirá 900 metros de guarda-corpo.

De acordo com o prefeito, a previsão é que a obra seja entregue até o final do ano, antes das festas.

“Essa é uma obra importante, já que se localiza em um dos cartões postais da cidade, um lugar importante de lazer e deslocamento dos cidadãos. A gente já vinha buscando uma solução mais sustentável para substituir o material que era usado anteriormente. Esse novo material vai ser muito mais duradouro e protegerá as pessoas de igual forma. A nossa intenção é que a obra esteja pronta para o Réveillon. É uma questão estética, de sustentabilidade e de segurança”, afirmou.

A orla hoje conta com um guarda-corpo de aço e ferro instalado em 2006, que sofreu corrosão em diversos pontos por conta das ressacas e da maresia, e um de concreto instalado próximo ao MAC. O material será todo substituído por um anticorrosivo, sustentável e feito em módulos que se encaixam a cada seis metros – o que facilitará uma possível troca por qualquer avaria que aconteça em apenas um trecho.

“Vamos uniformizar toda a orla com a instalação do guarda-corpo, desde o MAC até o antigo Clube Regatas. O modelo que escolhemos é o de fibra de vidro, que possui uma parte de reciclagem e tem uma duração de, pelo menos, 20 anos. Escolhemos instalar o guarda-corpo exatamente do mesmo modelo que tínhamos desde 2006, para não mexer na estética do local e causar discussões sobre estar ‘mais feio’ ou ‘mais bonito’”, explica a secretária de Conservação e Serviços Públicos (Seconser), Dayse Monassa.

As intervenções acontecerão sempre em trechos de 100 metros para causar o mínimo de transtorno para os praticantes de esporte e quem utiliza o calçadão.

Além do prefeito e da secretária de Conservação, estavam presentes na vistoria o secretário municipal de Obras e Infraestrutura, Vicente Temperini, o presidente da Empresa Municipal de Moradia, Urbanização e Saneamento (Emusa), Paulo César Carrera, o coordenador do Programa Niterói de Bicicleta, Filipe Simões, e o vereador Leandro Portugal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.